Coluna Batendo Bola (17/09)

O sucesso do Athlético

O Athlético saiu na frente do Internacional na final da Copa do Brasil, com triunfo por 1 a 0 no jogo de ida em seu estádio, e amanhã, em Porto Alegre, joga pelo empate para ser campeão e assegurar uma das vagas brasileiras na Copa Libertadores do ano que vem.

Na base

O sucesso do time paranaense nos últimos anos (já tendo conquistado a Sul-Americana em 2018 e agora na final de um torneio nacional) tem uma explicação bem simples. A maior parte de seu elenco é formada por atletas vindos da base, com nada menos que 13 jogadores do clube sendo criados em seu CT ou com passagens por seu time de aspirantes.

No estadual

Já há algumas temporadas, a diretoria do Furacão escala um time de aspirantes para a disputa do Campeonato Paranaense, usando o período para dar uma preparação especial aos seus principais jogadores, que só começam a participar de jogos oficiais em torneios mais importantes.

Exemplo

Pelo lado de escalar aspirantes no estadual, difícil é algum outro clube do Brasil seguir seu exemplo, e é a cobrança exagerada das torcidas que impede que isso aconteça. Para torcedores dos grandes clubes a rivalidade estadual tem tudo a ver, e ninguém aceita ficar para trás nos torneios locais.

Agora, no que tange ao aproveitamento dos atletas de base, o simpático clube do Paraná pode muito ser copiado por todos. Se a maioria seguir seu exemplo, os clubes deixarão de jogar dinheiro fora com contratações que nem sempre dão certo.

Seleção feminina goleia

Com duas jogadoras do Cruzeiro entre as 11 titulares (Duda e Micaelly) a seleção brasileira feminina Sub-20 começou com o pé direito a disputa de um torneio na Argentina.

Goleada

Enfrentando o Uruguai, as meninas comandadas pelo técnico Jonas Urias venceram pelo placar de 6 a 1, em jogo da primeira rodada da Liga Sul-Americana Sub-19, torneio de preparação para o Sul-Americano Sub-20, que será disputado no ano que vem.

Diante do Uruguai, as brasileiras viram as adversárias abrirem o marcador com Luciana Gómez. Mas a seleção canarinho reagiu e goleou pelo placar de 6 a 1, com gols de Nycole (2 vezes), Jaqueline (2 vezes), Duda e Juliana.

Jogos

Nesta terça-feira, 17, a Seleção enfrenta a Bolívia, às 13h30. Na sexta-feira, o adversário será o Chile, e, no domingo, o time canarinho terá pela frente a Argentina, com ambos os jogos marcados para as 15h45.

Escalação

O técnico Jonas Urias escalou a seleção com: Nicole; Juliana, Camila, Isadora e Gisseli (Rute); Jaqueline, Raquel (Yaya) e Angelina (Miriam); Micaelly (Júlia Beatriz), Duda (Vitória Bruna) e Nycole.

Apostando na Sul-americana?

Com cinco rodadas consecutivas com derrotas, o Atlético vê seus principais rivais abrirem enorme vantagem na briga pelas primeiras posições no Campeonato Brasileiro. E agora, realmente, deve apostar todas suas fichas na conquista da Copa Sul-Americana, que dará a seu campeão uma vaga na Libertadores do ano que vem.

Nas semifinais

O Galo está nas semifinais do torneio continental, tendo pela frente o time argentino do Colón, que é apenas o 14º colocado no campeonato de seu país, com duas vitórias em sete jogos. Na outra semifinal, se enfrentam Corinthians e Independiente del Valle, do Equador.

Favorito?

Fossem os jogos frente os argentinos há algumas semanas, o time alvinegro poderia ser apontado franco favorito no duelo entre os dois. Agora, com o moral em baixa, já é mais difícil fazer uma aposta no Galo, mas se os atletas jogarem apenas para o gasto levarão o clube à final.

 

jcqueroviver@hotmail.com.br

Comentários
×