Coluna Batendo Bola (15/08/2020)

Renascendo das cinzas

Algo que a China Azul se cansou de assistir, ao longo da quase centenária vida da Raposa, mas que há mais de um ano não se repetia para os lados da Toca, voltou a ser realidade nas últimas semanas: o time azul, agora sob o comando do técnico Enderson Moreira, engatou uma sequência de cinco vitórias consecutivas – duas pelo Campeonato Mineiro, uma pelo Troféu Inconfidência, e as duas de abertura da Série B. Nada ainda há a comemorar, mas para um time que vinha se acostumando com as derrotas, já é, sim, um bom início de trabalho. 

Retomando a confiança

E esta arrancada é algo que deve ser enaltecido, pois os bons resultados obtidos pelo time em campo farão voltar a confiança da torcida. Com os torcedores jogando junto, fica mais fácil a vida para todos – treinador e jogadores encontram, enfim, paz para trabalhar.

Tem nome

E a boa sequência do time azul tem nome. O técnico Enderson Moreira mostra que não tem medo de apostar nos garotos, e isto é tudo que o time celeste necessitava neste momento de crise: de alguém que passasse confiança aos jovens formados na base, pois todos sabemos que são eles o futuro do Cruzeiro. 

Dívida paga

O Cruzeiro continua entre os últimos colocados, ainda fruto da administração desastrosa de antigos dirigentes, que fizeram o time começar a Série B com menos seis pontos. Mas com apenas duas rodadas a dívida já foi paga, e agora é continuar com os resultados positivos para subir posições na tabela.

Para o próximo sábado, 16, com transmissão ao vivo pela TV Globo, o time azul terá pela frente o Figueirense, em partida marcada para o estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, quando tentará somar seus três primeiros pontos no Brasileirão da Série B.

Grande arrancada do Galo

A arrancada do Galo no Campeonato Brasileiro 2020, com duas vitórias contra dois gigantes do futebol brasileiro, saiu melhor que a encomenda, principalmente na segunda partida, quando o time saiu de um indigesto 2 a 0 contra para uma vitória por 3 a 2, com os três gols alvinegros marcados em 15 minutos eletrizantes da equipe, no início da segunda etapa. 

Era tudo que a torcida esperava para abraçar de vez o time. Assim é no Atlético: quando a equipe consegue o inesperado em campo, a Massa vem junto e aí fica difícil para os adversários segurarem. 

Dedo do treinador

E nos dois jogos o dedo do técnico Jorge Sampaoli se fez sentir. As mudanças que fez no intervalo da partida do meio de semana foram decisivas para a virada. 

Agora, o Ceará

Para o fim de semana, na matinê da manhã de domingo, a parada será contra o Ceará, e o Galo tem tudo para sair com mais três pontos do Mineirão e se firmar de vez nas primeiras posições na tabela. Mas é bom que Sampaoli e os atletas do time tomem cuidado, pois, como diz o ditado: é porco magro que costuma sujar a água. 

Dias de decisão para o Guarani

A próxima semana será decisiva para o futuro do Bugre, com detalhes de bastidores colocando luz na vida do Bugre e abrindo caminho para uma nova era no estádio de Porto Velho. Hoje nada pode se falar sobre o futuro, mas, dependendo do que acontecer na próxima semana, a torcida poderá enfim ter uma noção do que esperar do time nos próximos meses.

Segunda, reunião

E para clarear a vida para os lados do Alvirrubro, a tarde de segunda-feira, 17, será decisiva. Em reunião por videoconferência, dirigentes de clubes e Federação Mineira de Futebol baterão o martelo sobre a volta do Módulo II. As previsões mais otimistas apostam no retorno dos jogos para o mês de outubro.

Quarta, eleição

E já no meio de semana, a partir de quinta-feira, 20, o Bugre começa a viver sob uma nova direção, com a chegada de Nivaldo Batista, o ex-zagueiro Araújo, que na noite de quarta-feira, 19, será aclamado presidente do clube, colocando fim a uma era vitoriosa da família Morais, que comandou o clube nos últimos anos. Se, em campo, Vinicius entrega o time no Módulo II, na parte administrativa, Araújo receberá a casa arrumada e um Guarani com crédito e credibilidade na praça.

Comentários
×