Colégio Roberto Carneiro inaugura Centro Cultural

Da Redação 

Após passar por completa reforma, tanto de estrutura física quanto de conceito, o novo espaço cultural (antiga biblioteca) do Colégio Roberto Carneiro será inaugurado amanhã. Na última semana, um concurso interno entre os alunos do 9º ano à 3ª série escolheu o nome do novo espaço, que passa a se chamar Roca +, e já estará aberto para utilização dos mais de mil alunos do colégio, a partir das 13h de amanhã.

O espaço

O Roca + foi projetado para ser o melhor e mais moderno centro de produção artístico-cultural de Divinópolis. Dividido em três grandes ambientes, ele tem o intuito de tratar a cultura e as artes por meio de sua principal dimensão: a pedagógica. Os projetos que serão implementados a partir deste ano fazem parte de um amplo planejamento da escola, que visa à democratização e promoção do acesso aos mecanismos de produção e distribuição de bens culturais, além do estímulo a aulas criativas e que promovam a inclusão, o conhecimento e a interdisciplinaridade. 

Conceito moderno

O Roca + já nasce, em sua concepção, como um espaço multicultural para aulas temáticas, estudos individuais e coletivos, espaço de convivência e troca de experiências entre os alunos e com os professores, além do já vasto e heterogêneo acervo de livros que a escola possui. O ambiente, de 220 metros quadrados, conta com espaços para estudos individuais e coletivos, área para ensaios musicais em um ambiente totalmente tratado acusticamente, além de uma ampla sala para aulas temáticas, discussões e debates.

Segundo a diretora de ensino da escola, Iza Menezes, a inovação é a palavra-chave que resume o novo espaço.

A antiga biblioteca deixa de ser apenas uma sala de livros para se transformar em ambiente de convivência entre jovens e adolescentes, com foco na aprendizagem e na troca de experiências. A inovação, uma tradição do Roberto Carneiro, está implementada tanto na linguagem quanto na proposta do Roca + — explica.

Capacidade

A extensão do Roca + foi ampliada para até 60 alunos de uma única vez, distribuídos nas mesas dispostas no salão e nas cabines de estudo individual, de duplas e em grupos. Contando com um amplo espaço físico, a área recebeu tratamento acústico e pontos de internet que proporcionam mais conforto e concentração aos usuários. Além da reforma física, o acervo passou por higienização específica.

— O ambiente estará aberto aos alunos de segunda a quinta-feira, das 8h às 18h. Na sexta-feira, entre 8h e 17h. Em breve, faremos ações que englobam discussões que possam melhorar a estrutura do meio ambiente, envolvendo toda a comunidade e incentivando a participação das pessoas — complementa a diretora.

Comentários
×