Cleitinho votado em 774 cidades

O vereador Cleitinho, que se elegeu deputado estadual com 115.492 votos, foi votado em 747 cidades de Minas Gerais. Em Divinópolis, ele recebeu 60.010 votos, ou 54,19 % dos votos válidos.

Zema bobeou, Domingos avançou

O candidato a governador Romeu Zema (Novo), no último debate promovido pela Globo, surpreendeu a todos quando no final disse para os eleitores votarem em Amoedo ou Bolsonaro. Os “bolsomitos” gostaram do recado e despejaram no candidato do Novo uma “enxurrada” de votos.

Mas o “noivado” entre Zema e os bolsomitos ficou abalado quando, inadvertidamente ou por inexperiência política, Zema declarou que no segundo turno não descartava o apoio de Pimentel do PT. Esta posição estratégica de Zema foi interpretada pelos eleitores de Bolsonaro como traição, até porque o seu partido (Novo) havia soltado uma nota que não apoiaria partido de esquerda. Nas redes sociais, Zema recebeu críticas ferozes dos eleitores do mito. O candidato então começou a correr contra o tempo, ou melhor, contra o PSDB.

Domingos avançou - 2

O que a assessoria de Romeu Zema demorou a perceber é que o deputado Domingos Sávio, presidente do PSDB mineiro, já havia declarado votos em Bolsonaro, em entrevista ao jornal Agora no último dia 9. E mineiramente, Domingos Sávio amanhece no Rio de Janeiro, posta um vídeo ao lado de Bolsonaro e entre risos, abraços e críticas ao PT & Cia consolida o apoio ao Mito. E aí se criou um quiproquó, porque Romeu Zema também declara votos ao capitão e pede para que ele participe de sua campanha gravando apoio à sua candidatura ao governo de Minas. Em reunião com representantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Zema disse:

 “Já conversamos com a equipe de Bolsonaro e eles vão decidir isso, e, se houver um candidato que ele irá apoiar em Minas, serei eu”, afirmou Zema. E agora, José? Bolsonaro terá em Minas o apoio dos dois candidatos a governador?   

É aguardar para ver.

Bolsomitos eufóricos

Em Minas, o Oeste do Estado foi o que deu a Bolsonaro a maior votação: foram 437.616 votos, 55% do total, contra 104.702 (19,17%) para Fernando Haddad (PT).

Adair x Galileu

Se o presidente da Câmara Municipal, vereador Adair Otaviano, dignar-se a ler o painel de votação para deputado estadual e federal, vai descobrir que de pouco adiantaria o apoio maciço do Prefeito à sua campanha. Ora, nesta eleição, prefeito Galileu foi um péssimo eleitor: não conseguiu repassar votos para os candidatos da sua base de sustentação política. O melhor exemplo foi a votação do deputado Newton Cardoso Jr (MDB), que “carregou água no balaio” para o nosso alcaide em Brasília e o prefeito só lhe deu aqui 430 votos.

Parabéns, Zé Luiz Seabra

José Luiz Seabra é um bem-sucedido empresário de Divinópolis, que já foi presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Divinópolis (CDL). Tem uma folha admirável de bons serviços prestados ao município. Discreto, resiste em divulgar suas ações de empresário com responsabilidade social. Contudo, é o responsável pela obra de urbanização no Lago das Roseiras em Divinópolis com recursos de R$ 250 mil, provenientes de emendas parlamentares que conseguiu com seu amigo pessoal, deputado federal  reeleito Stefano Aguiar (PSD).

Bolsonaro e o domínio da narrativa

No Brasil, o único político que realmente entendeu que se está numa guerra cultural foi Jair Bolsonaro. Sua atuação consiste em expor as incoerências, a hipocrisia, a falta de verdade, a ausência de pragmatismo, o excesso de teorização, a necessidade de dividir a população em "minorias" etc. Quando confrontada na seara cultural e das ideias, a esquerda derrete, pois ela não tem um pensamento, tem apenas ideologias e abstrações que não aguentam o choque com a realidade.

A esquerda está atônita. Perdeu o domínio da narrativa.

Comentários
×