Cleitinho Azevedo critica proposta de aumento do IPTU

Vereador diz que governo quer reajuste da planta de valores; Prefeitura nega envio de projeto

Ricardo Welbert

Durante reunião ordinária da Câmara de Divinópolis na tarde desta quinta-feira, 28, o vereador Cleitinho Azevedo (PPS) antecipou que votará contra o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) que, segundo ele, a Prefeitura articula para conseguir por meio do aumento da planta de valores – que é a denominação genérica de uma fórmula de cálculo que possibilita a obtenção dos valores venais de todos os imóveis urbanos de um município a partir da avaliação individual de cada uma dessas propriedades. Procurado pelo Portal Agora, o governo negou.

Cleitinho disse que na próxima segunda-feira, 2, vereadores vão se reunir na Prefeitura para ouvir dos membros do Executivo algumas propostas referentes ao aumento da planta de valores.

— Já quero dizer a todos que o meu voto será “não”. A Prefeitura é contraditória. Quer aumentar a planta de valores ao mesmo tempo em que faz una reforma administrativa que, segundo ela, não vai aumentar cargos nem custos. Claro que vai. Qualquer reforma administrativa aumenta custos. Que bobagem é essa dizer que não vai aumentar custos? Então meu voto é “não” — afirmou.

Cleitinho disse que se um dia for prefeito da cidade, não precisará obter arrecadação por meio de aumento na planta de valores, mas sim pela geração de mais empregos e renda através da instalação de novas empresas no município e também através de uma redução na folha de pagamentos aos servidores.  

— O prefeito tem que dar o exemplo e acabar com as regalias e tirar um muncado de gente que não faz nada dentro da Prefeitura. Como o governo quer pedir para mexer no imposto da população se a Prefeitura não dá bom exemplo? E que benefício essa alteração na planta de valores vai trazer à população? Ou é apenas à Prefeitura? — questionou

Cleitinho declarou que se fosse o prefeito, acabaria com as regalias garantidas ao próprio cargo.

— Eu reduziria até o meu salário se fosse preciso. Porque eu teria credibilidade para pedir isso. Que credibilidade essa Prefeitura, em nove meses de governo, tem para pedir alguma coisa à população, principalmente aumentar a planta de valores? Não tem nada. E inda vai fazer reforma administrativa. Então, já estou avisando aqui para todos os vereadores que o meu voto é não — afirmou.

Benefício em vez de aumento

O vereador prosseguiu afirmando que os donos de imóveis precisam de benefícios. Segundo ele, quem calçar uma rua de forma particular, por exemplo, pagando pela obra com o próprio dinheiro, deveria receber um desconto.

— Isso faria a população ter motivação para fazer o calçamento. Se você tem previsão de calçar a sua rua, poderia ter benefícios válidos por uns dez anos ou mais — sugeriu.  

Quando finalizava o discurso, o vereador Sargento Elton (PEN) pediu a palavra e concordou com Cleitinho.

— Como é que nós vamos aumentar a planta de valores, sendo que o Jardim das Mansões e o Eldorado estão há 50 anos sem esgoto? Com tudo isso, vai aumentar mais imposto pros caras? Meu voto também será não – pontuou.

Procurada pelo Portal Agora, a Prefeitura respondeu que, neste momento, nenhum projeto foi enviado aos vereadores para aumentar o IPTU.

 

Saiba mais

Orçamento de Divinópolis para 2018 é de R$ 728 milhões
Faltam insumos básicos na UPA, diz Print Jr.
Kaboja é novo líder do governo na Câmara

Comentários
×