Cinema Falado destaca filme "A Aparição"

Lançamentos da semana

A APARIÇÃO (L’APPARITION). FRANÇA. 2018. DIR: XAVIER GIANOLLI. ELENCO: VINCENT LINDON, GALATÉIA BELLUGI. DRAMA. 144 MIN.

Um filme bem interessante que trabalha a questão da fé no mundo atual onde acompanhamos a vida do fotógrafo francês Jacques Mayano (Lindon), que acaba de retornar de uma zona de guerra, onde perdeu seu melhor amigo, morto devido a uma bomba. Depois de passar um tempo sem direção e sofrendo de estresse pós-guerra,vai ser contatado pela Congregação das Causas dos Santos, uma entidade do Vaticano que investiga os aparecimentos de milagres para uma futura canonização. Mayano fica sabendo que uma jovem chamada Anna (Bellugi) diz ter visto uma aparição da Virgem Maria em um campo fora da cidade, mas o pároco local, Frei Borrodine (Patrick D’Assumçao) está usando a garota para criar uma peregrinação no local, fazendo com que o comércio da região ganhe grande visibilidade. Para isso é chamado Mayano pela Congregação para começar a uma investigação, e ele vai acabar entrando num labirinto de interpretações, onde vai ter de lidar com grupos antagônicos de interlocutores, e ao conhecer Anna ele logo se sente atraído por sua história e vai entrando nos meandros perigosos onde a verdade e a manipulação tomam conta. O filme traz grande polêmica já que ficamos sem saber direito o que estava se passando e se o mundo invisível e o mundo visível se tocam no momento em que as forças econômicas começam a agir. Mesmo assim vale a pena assistir e tirar suas conclusões.

Link do trailer: https://www.youtube.com/watch?v=g15fKD_2RkM

MAMMA MIA! LÁ VAMOS NÓS DE NOVO (MAMMA MIA! HERE WE GO AGAIN). REINO UNIDO/EUA. 2018. DIR: OL PARKER. ELENCO: LILI JAMES, AMANDA SEYFRIED, MERYL STREEP. COMÉDIA MUSICAL. 114 MIN.

Esse musical foi um sucesso mundial e alavancou mais ainda a banda ABBA, que deixou milhões de fãs órfãos, com suas músicas muito bem usadas numa trama onde curtimos a beleza natural da ilha com atuações brilhantes de Meryl Streep e o resto da trupe. O grande problema dessa continuação é que já sabemos para onde a história vai, e ainda temos de conviver com a falta de Meryl Streep em quase todo o filme, já que o diretor resolveu matá-la, e assim perdemos o melhor que havia no primeiro filme. Acompanhamos a luta da filha Sophie (Seyfried) em reinaugurar o hotel que sua mãe tinha erguido, e enquanto começa os preparativos, vamos revendo a vida de Donna ainda jovem (Lily James no papel), sua chegada ao local e seus namoros com os três possíveis pais de Sophie. Em meio ás seqüências musicais com os sucessos do ABBA, a única coisa que chama a atenção é a aparição de Cher, a grande cantora e atriz que já venceu o Oscar pelo filme “Feitiço da Lua”, que solta sua voz em duas canções, mas no fim ficamos com o gosto que fomos enganados, pois esse segundo filme não chega aos pés do primeiro.

Link do trailer: https://www.youtube.com/watch?v=7arZdzmDKMI

Clássico do cinema

LADY CHATTERLEY (LADY CHATTERLEY). FRANÇA. 2006. DIR: PASCALE FERRAN. ELENCO: MARINA HANDS, JEAN LOUIS COULLOC’H, HIPPOLYTE GIRARDOT. DRAMA. 168 MIN.

Linda adaptação francesa do famoso livro do escritor inglês D. H. Lawrence desse conto erótico que fez muito furor na época e foi proibido por décadas até ser liberado nos anos 60. O filme de 1981 com a presença da atriz francesa Sylvia Kristel fez muito sucesso devido à beleza dela, mas não chega aos pés dessa versão que tem seu grande trunfo na atriz Marina Hands que faz com perfeição o papel da bela mulher aristocrata que vive entediada até o dia que é tocada pela aparição de um homem em sua vida. Acompanhamos a história de Sir Clifford (Girardot) que volta da Guerra paralisado da cintura para baixo, ele que possui uma mina cheia de empregados de sua região, e que é casado com a bela Lady Constance (Hands), que vê sua vida sexual arruinada até o dia em que conhece Parkin (Coulloc’h), o guarda-caça da propriedade, e seu desejo retorna caudaloso, fazendo de ambos amantes incontroláveis. Com belas cenas da natureza, atores brilhantes e um respeito pelo texto original, nem sentimos as quase três horas que passamos por essa tragédia amorosa.

Música da semana

Enquanto escrevia essa coluna me deixei levar pela beleza das seleções do Spotfy com as descobertas da semana. Música da semana: Eleanor Rugby, dos Beatles, tocada pelo pianista Oscar Peterson.

Link da canção: https://www.youtube.com/watch?v=K5-55G4CtTQ

Otávio Paiva

www.deltadvdvideo.com.br

Comentários
×