Cineasta lança livro em Divinópolis

Da Redação

O cineasta Sávio Leite lança livro “Diversidade na animação” em Divinópolis na próxima sexta-feira. O livro traz participações especiais analisando diversos aspectos da animação brasileira e suas especificidades.

A obra ainda tem entrevistas com oito expoentes da animação brasileira contemporânea de diversas regiões do país, com um recorte na diversidade da produção independente. Os depoimentos formam um grande painel do melhor da produção e de seus autores.

Quando se fala em diversidade a primeira ideia que vem a cabeça é a diversidade sexual. Mas, tão importante quanto essa, é seu espectro múltiplo que abrange vários aspectos da sociedade, o que comprova que esse início do século XXI caminha para uma profissionalização do setor. A produção brasileira em cinema de animação cresceu, desenvolveu-se e diversificou, mas ainda não se pode dizer que já se tornou uma indústria. Apenas, caminha para isso.

— No entanto, a produção anda se destacando tanto em quantidade quanto em qualidade, tendo atraído olhares externos para a nossa produção como sendo lembrada em importantes festivais como Berlim e Annecy ao ponto de ser homenageado pelo último em 2018 — comenta o autor.

Entrevistas

A obra também conta com a exposição de oito entrevistas com reconhecidas personalidade da animação contemporânea no país. São eles: Lisandro Santos, Fábio Yamaji, Wesley Rodrigues, Andrés Lieban, Marta Machado, Rosária Moreia, Carlos Eduardo Nogueira e Rubens Francisco Luchetti .

— A produção brasileira em cinema de animação cresceu, desenvolveu-se e diversificou, mas ainda não podemos dizer que já nos tornamos uma indústria. Caminhamos para isso. No entanto a produção anda se destacando tanto em quantidade quanto em qualidade, tendo atraído olhares externos para a nossa produção, como sendo lembrada em importantes festivais como Berlim e Annecy, ao ponto de ser homenageado pelo último em 2018 — explica Adriano Reis.

Objetivo

Segundo o organizador da obra, Sávio Leite, “Diversidade na animação” visa entender a situação no Brasil de produções cinematográficas animadas.

— A intenção da publicação foi mapear no Brasil o que de mais significativo se produziu em termos de cinema de animação com a preocupação de abranger todo o território nacional e lançar uma luz para vários realizadores brasileiros. A animação brasileira vive uma boa fase com a produção de longas metragens premiados em importantes festivais internacionais como ‘ O menino e o mundo’ de Alê Abreu e o ‘ Uma história de Amor e Fúria’ de Luiz Bolognesi — explica Sávio.O lançamento será na avenida 21 de Abril, 1.594, às 17h.

 

Comentários
×