Cidade sente reflexos da pandemia do Covid-19

Da Redação

O coronavírus (Covid-19) continua como assunto principal da cidade. Grande parte do comércio está com as portas fechadas. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), não há kits para realizar os exames. Como resultado, diversos pacientes mesmo com suspeitas da doença, não estão conseguindo se testar na cidade. Apesar disso, a Semusa revelou nesta sexta-feira, 20, os números atualizados da contaminação em Divinópolis, incluindo as suspeitas não testadas.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o número de casos notificados com amostras coletadas para testar Covid-19 de residentes em Divinópolis, chegou a 45.

Destes, um foi confirmado, 12 descartados e 32 aguardam resultados.

Sem kit, sem diagnóstico

Já os casos notificados de residentes em Divinópolis que não puderam realizar o teste, já somam 66.

A faixa etária dos infectados é a seguinte:

Um bebê com idade inferior à um ano; 

Cinco crianças de idade entre um e quatro anos;

Cinco com idade entre cinco a nove anos; 

Dois pacientes entre dez e 19 anos;

28 suspeitos com idade entre 20 e 39 anos;

20 pacientes com idade entre 40 e 59 anos; 

Já entre idosos – 60 anos ou mais –, são cinco infectados. 

Comércio

A Prefeitura divulgou que a Vigilância Sanitária, em ação conjunta com a Polícia Militar, realizou fiscalização nessa sexta-feira, nos estabelecimentos que estão descumprindo as regras dos Decretos nº 13.724/2020 e nº 13.735/2020, que suspende o alvará de funcionamento de vários comércios como shoppings, bares, restaurantes, lanchonetes, salões de beleza, clínicas de estética, academias e similares. Foram notificadas três infrações e 12 orientações.

— Tais medidas são necessárias para diminuir a circulação de pessoas, evitando que o novo coronavírus se espalhe. A recomendação é que os cidadãos fiquem em casa e saiam apenas quando for realmente necessário — justificou.

Conforme nota da Prefeitura, as empresas que foram encontradas em situação irregular tiveram seu alvará de funcionamento cassado e foram interditadas pelos fiscais e pela PM. As operações vão continuar nos próximos dias a fim de inibir quem está descumprindo as determinações do Decreto.

Segundo a diretora da Vigilância em Saúde, Janice Soares, o isolamento domiciliar é uma das medidas preventivas mais eficazes contra a transmissão do novo Covid-19, que vem aumentando o número de casos suspeitos a cada dia:

— Precisamos que os comerciantes cumpram o que foi determinado. Só assim vamos conseguir controlar a transmissão do vírus — ressalta.

 

Comentários
×