Chuva em abundância derruba bandeira amarela de energia

Jorge Guimarães

As chuvas vieram com intensidade e, com elas, uma boa notícia para os consumidores. A bandeira tarifária em fevereiro será verde, segundo divulgou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), na última sexta-feira, 31. O acionamento deve-se à previsão mais positiva de chuvas nas regiões onde se localizam os principais reservatórios de hidrelétricas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A expectativa é de que ocorra recuperação com as chuvas que devem acontecer ao longo de fevereiro. Em janeiro, vigorou a bandeira amarela.

Essa condição mais favorável resulta no aumento da produção das hidrelétricas e de sua participação relativa no atendimento à demanda de energia do SIN. Deste modo, diminui-se a necessidade de acionamento do parque termoelétrico, o que, por sua vez, contribui para reduzir o preço da energia no mercado de curto prazo.  

Reservatórios

Minas Gerais é um estado muito rico em nascentes de água. As grandes bacias hidrográficas do país têm suas origens no território mineiro, como é o caso da São Francisco, e são elas que conferem ao estado o título de caixa d'água do Brasil. Para monitorar importantes reservatórios em terras mineiras e de todo o país, a Agência Nacional de Águas (ANA) fica em constante alerta para analisar a evolução das chuvas, dos níveis e da vazão dos principais rios, reservatórios e bacias hidrográficas do país. Segundo dados oficiais da ANA, os principais reservatórios do estado, o de Furnas e de Três Marias, estão com 75% e 72% respectivamente de sua totalidade de armazenamento de água. 

Comentários
×