Cesta básica atinge maior valor do ano

 

 Pablo Santos

 A cesta básica subiu pela quarta vez seguida e atingiu o maior valor do ano. Novembro foi o mês com a alta mais significativa dos últimos 12 meses dos itens alimentícios nos supermercados de Divinópolis. A conclusão é do levantamento mensal do Núcleo de Pesquisas Econômicas (Nupec) da Faced. Tomate, batata e banana foram os itens com maior influência no custo dos alimentos devido ao clima. Os treze produtos da cesta custam R$ 335,62.

De acordo com os dados da pesquisa, o tomate registrou o maior percentual do mês passado com acréscimo de tomate de 65,7%, quando se compara com outubro.

— O clima influenciou as cotações do tomate em grande parte do país, no entanto, notou-se que a elevação do preço do produto apresentou uma maior magnitude do que normalmente verifica-se. Desde julho o preço do tomate vem subindo de forma contínua, com um aumento no período de 164% — explicou o pesquisador Leandro Maia.

Além do tomate, o clima afetou diretamente o preço da batata no mercado interno e o item teve um acréscimo de 42,84% no mês passado.

— Com as chuvas em maior intensidade no mês de novembro, houve queda na oferta do alimento e diminuição da quantidade vendida, gerando aumento dos preços. O preço médio do quilo da batata passou de R$ 1,76 em outubro para R$ 2,52 em novembro — destacou o pesquisador.

De acordo com o Nupec, a banana foi o terceiro alimento da cesta que mais encareceu em novembro com alta de 20,84%.

— Ao contrário da grande parte do país, onde os preços da fruta sofreram retrações, o preço médio do quilo da banana caturra em Divinópolis passou de R$ 2,16 em outubro para R$ 2,60 em novembro — afirmou o pesquisador.

 Valor

 Em novembro, os 13 itens alimentícios custaram para os divinopolitanos R$ 335,62, contra R$ 318,18 de outubro. Após o aumento de 2,02% de outubro, a cesta básica apresentou uma majoração com maior intensidade de 5,48%, foi o maior percentual de acréscimo dos últimos 12 meses, de acordo com a pesquisa.

Com as elevações observadas nos últimos meses, em 2018 o custo da cesta já registrou um aumento de 3,01% e na comparação com o mesmo período de 2017, o valor da cesta acumula uma variação positiva de 10,09%. 

 

Comentários
×