Cemig informa como evitar acidentes com a rede elétrica neste período pré-carnaval

Da Agência Minas

Muitas cidades de Minas Gerais  já estão em clima de folia, se preparando para a maior festa popular do Brasil, com os ensaios dos blocos e as festas de pré-carnaval. Por isso, a Cemig preparou algumas dicas para que a folia não ofereça riscos a população.

Existem orientações quanto a instalação de iluminação, enfeites e alegorias, tráfego de trios elétricos e carros alegóricos, montagem de palcos e palanques.

A distância de 1,5 metro da rede elétrica deve ser respeitada ao se montar palcos, instalar iluminação e adereços e no deslocamento dos trios e carros de som. Essa distância mínima é determinada para evitar o contato com a rede elétrica que pode acarretar em choques elétricos e curto-circuito.

— A aproximação e o contato dos carros alegóricos e trios elétricos, por exemplo, trazem o risco de acidentes fatais. Em lugares densamente movimentados, como as ruas por onde passam os blocos de carnaval, os danos podem ser imensuráveis — explica o engenheiro eletricista da Cemig, Demetrio Aguiar.

Deve-se considerar também a presença de redes telecomunicações existentes nas mesmas estruturas que as redes elétricas (postes com uso mútuo). Essas redes encontram posicionadas mais abaixo das redes elétricas, nos mesmos postes.

— A colisão de um trio elétrico com uma dessas redes pode resultar em quebra de poste sobre o veículo e sobre as pessoas que estiverem no local — afirma Demetrio.

É fundamental que o trajeto dos trios elétricos seja programado de forma que a altura do veículo somada à altura dos foliões que estiverem sobre ele não exceda a distância mínima com as redes aéreas. Outro elemento que pode trazer riscos é o uso de confetes e serpentinas. Comum neste período, esses materiais possuem elementos metálicos que podem provocar acidentes ao entrar em contato com a rede elétrica.  

— Os confetes, quando arremessados, antes de se dispersarem, estão concentrados e podem causar curto-circuito nas redes de alta tensão e provocar acidentes. Por precaução, as pessoas não devem atirar nenhum objeto em direção à rede elétrica. Nem mesmo os sprays de espuma — ressalta o engenheiro.

Em caso de acidentes com a rede elétrica, fios partidos na rua ou danos em postes, a Cemig deve ser acionada imediatamente, por meio do telefone 116, para que uma equipe seja designada ao local para realizar os procedimentos necessários.

— Ao encontrar um fio caído ao solo, não se aproxime e não deixe ninguém se aproximar do cabo, pois ele pode estar energizado — alerta Demetrio Aguiar.

Para as pessoas que gostam de curtir o carnaval com festas em casa, as recomendações são: não ligar aparelhos elétricos próximo a duchas e piscinas, não utilizar gambiarras para ligar diversos aparelhos e respeitar a distância de 1,5 metro da rede elétrica em casos de montagem de estruturas no passeio próximo a residência.

Confira outras dicas:

Iluminação, enfeites e alegorias

• Não lançar artefatos – como serpentinas, confetes, entre outros, na rede elétrica, sejam metálicos ou não;
• Antes de fazer qualquer ligação elétrica ou de instalar enfeites e alegorias, consultar a Cemig;
• Não instalar nenhum enfeite próximo à rede elétrica;
• Não fazer ligações clandestinas (gatos);
• Não jogar líquidos, sprays e água na rede elétrica. Há risco de choque elétrico.

Trios elétricos e carros alegóricos

• Não trafegar sob a rede elétrica se a altura do veículo for igual ou maior que a dos fios elétricos (e também das redes de telecomunicações existentes nas mesmas estruturas), pois, além do risco de choque elétrico, há o risco de colisão com os fios e consequente derrubada dos postes, fios e equipamentos da rede elétrica, que podem cair sobre o próprio veículo ou sobre os foliões;
• Nunca tentar suspender cabos de qualquer natureza para facilitar a passagem de trios elétricos ou carros alegóricos. Em caso de risco de colisão dos veículos com os cabos, acionar a Cemig imediatamente;
• Observar a existência da rede elétrica e tomar cuidado para não se aproximar dela ou não tocá-la;
• Considerar a altura do veículo e das pessoas sobre ele em relação à fiação da rede elétrica e demais obstáculos.

Palanques para apresentação de shows

• A montagem e a desmontagem devem considerar a existência das redes elétricas aéreas e, em caso de escavação, subterrâneas, respeitando a distância mínima de 1,5 metro dos cabos e equipamentos da rede;
• A fixação das coberturas deve ser bem feita para evitar o desprendimento e possível projeção contra a rede elétrica.

Colisão de veículos com postes da Cemig

• Não sair do veículo. A pessoa poderá tomar um choque se houver algum cabo partido em contato com o veículo. Se precisar sair do veículo em função de um incêndio, abrir a porta e pular com os pés juntos, o mais longe possível, sem tocar a lataria do carro e afastar-se do local com pequenos passos;
• Não tentar socorrer as vítimas se houver fio partido. Nesse caso, acionar imediatamente a Cemig e o Corpo de Bombeiros;
• Havendo fios partidos, as equipes de socorro devem aguardar a chegada da Cemig pois eles próprios podem se vitimar com estes fios se estiverem energizados. 

Comentários
×