Celebração de Corpus Christi

Augusto Fidelis 

Neste feriado, como nos anos anteriores, por volta das 15h, soleníssima procissão deixará o Santuário de Santo Antônio rumo à Catedral do Divino Espírito Santo, onde haverá missa campal presidida pelo bispo diocesano Dom José Carlos de Souza Campos, concelebrada por todos os padres da cidade.  Assim será a festividade do dia de Corpus Christi em Divinópolis, neste ano de 2017. 

Corpus Christi é um dos quatro feriados municipais, instituídos pela Lei 744, de 7 de abril de 1967, sancionada pelo então prefeito Walchir Jésus Resende Costa. Os outros são: Sexta-feira Santa (data móvel, da mesma forma que Corpus Christi), São Justino, no dia 1º de junho, data em que se comemora o aniversário de emancipação político-administrativa do município, e Nossa Senhora da Conceição, no dia 8 de dezembro, esta padroeira da Diocese. 

Os feriados municipais, todos de cunho religioso, têm origem no Decreto-Lei nº 86, de 27 de dezembro de 1966, assinado pelo Marechal Humberto Castelo Branco, com o objetivo de diminuir a quantidade de dias santos de guarda que, segundo a justificativa do Presidente da República, a constante paralisação do trabalho tinha reflexos negativos na economia e nas finanças do país. O referido decreto-lei alterou o Artigo 11 da Lei nº 605, de 5 de janeiro de 1949, que passou a vigorar com a seguinte redação: “São feriados civis os declarados em lei federal. São feriados religiosos os dias de guarda declarados em lei municipal, de acordo com a tradição local e em número não superior a quatro, nestes incluídos a Sexta-feira da Paixão”. 

Porém, muito antes do Brasil ser descoberto, os fiéis da Europa já realizavam procissões apoteóticas em homenagem a Jesus Cristo, sempre na primeira quinta-feira depois do domingo da Santíssima Trindade. A festa foi estendida para toda a Igreja pelo Papa Urbano IV, em 1264, para honrar a presença real de Cristo na eucaristia. Na época, Urbano IV solicitou a São Tomás de Aquino que preparasse uma liturgia das horas especialmente para a celebração. Portanto, neste ano de 2017, completam-se 753 anos ininterruptos de louvor a Jesus sacramentado, com missas e procissões triunfantes. 

Todos os municípios brasileiros adotaram a data como feriado municipal, o que o torna nacional, assim como é o caso da Sexta-feira da Paixão. Diante da beleza e da perfeição da vida, todo ser que respira deve dar graças a Deus. E hoje é um bom dia para demonstrar gratidão ao Criador. Avante, criaturas! augustofidelis1@gmail.com 

  

 

 

Comentários