Ceias podem ficar mais caras

Jorge Guimarães

As ceias de Natal deste ano podem ficar mais caras se for levado em conta os preços de alguns produtos hortigranjeiros. No último mês, a batata foi o item que apresentou as maiores cotações na maioria das Ceasas analisadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A hortaliça sofre elevação desde setembro, e devido as chuvas atípicas de novembro, na Ceasa de Belo Horizonte, ela já aumentou em 26,3%.

Outro produto que poderá encarecer a ceia é a cebola, cuja a elevação de preço já era esperada devido a safra que agora vem santa Catarina, com o encerramento da colheita em Minas Gerais.

— Nessa hora, o que vale é a criatividade na elaboração das ceias. Só compro o que estiver com preços bons, assim se a cebola estiver cara, troco por outro item, como salsa e cebolinha — disse o representante comercial Ulisses Silva.

Frutas

Já sobre as frutas, houve redução de preços da banana e do mamão. O melão também é uma ótima opção, pois teve queda de 12,6% em relação ao mesmo período de 2017. Outro item muito usado nas ceias é a manga, que também está preço bom e se destaca nos pratos de frutas, principalmente no Réveillon.

—Com este calor nada melhor que uma boa mesa recheada de frutas. Lá em casa, elas sempre compõem o nosso cardápio de fim de ano —fala a comerciaria Denise Alves.

Preços

E uma loja de supermercados, ontem, a cebola era vendida a R$ 3,39 e a batata, em promoção, a R$ 1,49. Já do lado das frutas, o melão estava R$ 2,69, a banana e a manga a R$ 1,99.

— Procuro sempre as promoções, como hoje o preço da batata está ótimo, aproveito para levar mais — disse a dona de casa Dejanira Laredo.

Comentários
×