Cefet celebra vitória na Olimpíada Brasileira de Cartografia

Da Redação

A equipe denominada “Diferenciais”, composta por quatro alunos do Cefet-MG Campus Divinopolis, orientados pela professora Nádia C. S. Mello, se classificou entre as três finalistas da Olimpíada Brasileira de Cartografia (Obrac 2019). A competição iniciou-se em maio e foi composta por duas etapas e cinco fases. Participaram nesta 3ª edição desta olimpíada, que é bianual, mais de 1.500 escolas e a equipe do Cefet-MG classificou-se em 1º lugar.

Durante as fases os alunos realizaram provas teóricas (2) e práticas (3). As provas práticas tiveram, cada uma, uma temática. A primeira prática foi "Acessibilidade e Inclusão". Os alunos tiveram que elaborar um mapa tátil, para deficientes visuais, o que foi produzido com o apoio da Adefom. A segunda prova prática teve como temática "Refugiados". Os alunos tiveram que elaborar um story maps contando a história de um grupo refugiado. A equipe representou histórias do grupo de deslocados de Brumadinho, realizando, para isto, duas visitas ao povoado Corrego do Feijão.

Nesta etapa, participaram 103 escolas, dentre elas as três primeiras classificadas seriam as finalistas e ganhariam uma viagem com tudo pago para o Rio de Janeiro para a  prova final, que foi uma Corrida de Orientação (Leitura, interpretação de mapa e preparo físico).

 

Comentários
×