Ceará se encontra com dirigentes do Guarani

José Carlos de Oliveira

O Conselho Técnico da Federação Mineira de Futebol (FMF) definiu o início do Campeonato Mineiro, em seu Módulo II, para o dia 8 de fevereiro de 2020, com o término marcado em 18 de abril, e as equipes já começam a se armar para a disputa do estadual.

A Federação deve divulgar até o fim de novembro, ou no máximo início de dezembro, a tabela do torneio, obedecendo ao prazo limite de 60 dias antes da primeira rodada de qualquer competição.

Início em janeiro

Rebaixado para o Módulo II este ano, o Guarani somente iniciará os trabalhos em janeiro do ano que vem. Enquanto isso, o presidente Vinícius Morais e o diretor de futebol, Renato Montak, aceleram contatos com dirigentes e representantes de jogadores para a formação do elenco para o ano que vem. Conversas vêm sendo mantidas diariamente, mas, até o momento, nenhum nome foi definido oficialmente para 2020.

Com o estadual sendo disputado com atletas na categoria Sub-24, e os clubes podendo inscrever apenas sete jogadores acima desta idade, a diretoria alvirrubra pretende aproveitar no estadual atletas que são destaque em seus times de base, além de dar oportunidade aos jovens da cidade e da região a chance de defender as cores do Bugre em um torneio profissional.

Jogadores formados na base e que já fizeram parte do elenco nos últimos anos, como Jonas Marques e Diego Silva, também terão nova oportunidade.

Ceará

O empresário Carlos Eduardo Magalhães trouxe a Divinópolis, na última sexta-feira, 8, Marcos Venâncio de Albuquerque, o ex-lateral direito Ceará, que fez sucesso jogando por clubes como Cruzeiro, América, Coritiba e Internacional, no Brasil, e jogou também no Paris Saint-Germain, da França, para uma reunião com os dirigentes bugrinos.

Nas conversas, ficou definido que o ex-lateral, que hoje cuida da carreira de alguns jogadores de futebol, trará para Divinópolis alguns atletas, formando uma parceria vantajosa para ambas às partes.

Comentários
×