CDN, MDB e PSDB agora formam as maiores bancadas na Câmara

Da Redação

Finalizada no último dia 03 de abril, a chamada janela partidária, prazo no qual os vereadores que pretendem disputar as Eleições de 2020 podem mudar de partido sem o risco de perder o cargo, alterou a composição da Câmara Municipal de Divinópolis (CMD).

O Legislativo passa a ter agora representantes de 11 dos 33 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As maiores bancadas agora são do CDN, MDB e PSDB, todas com 3 parlamentares. Antes a maior legenda na Casa, o PSD passa de 3 a 1 vereador.

Antes, com apenas o vereador Renato Ferreira, o PSDB passa a contar agora com três representantes: Eduardo Print Jr (ex-Solidariedade) e César Tarzan (antes PP) são os novos representantes da sigla. O MDB, partido do prefeito Galileu Machado, conquistou mais um vereador. Além das cadeiras ocupadas por Adair Otaviano e Dr. Delano, o atual vice-presidente da Câmara, vereador Ademir Silva, antes do PSD, agora reforça a sigla.

Junto a PSDB e MDB, o CDN também igualou o número de 3 representantes. Expulso do MDB, o vereador Edsom de Sousa agora se soma a bancada do partido na companhia de Matheus Costa e Josafá Anderson. Já o vereador Roger Viegas saiu do PROS e filiou-se ao Republicanos. O vereador Zé Luís da Farmácia continua no PMN.

Única mulher no Poder Legislativo em Divinópolis, Janete Aparecida saiu do PSD e foi para o PSC. Raimundo Nonato, antes do PDT, integra agora o Avante. O ex-vice-presidente da Câmara, Marcos Vinícius deixou o PROS para juntar-se ao DEM.

O presidente da Câmara, vereador Rodrigo Kaboja continua no PSD e o vereador Nêgo do Buritis deixou o Patriotas e agora está no PSB. Seu colega de partido, Sargento Elton (Patriota) apresentou a carta de renúncia e continua no mesmo partido. Em seu lugar, irá tomar posse Carlos Eduardo Magalhães do Republicanos.

 

Comentários
×