Casos hospitalizados de Srag em Divinópolis somam 776 notificações

Da Redação


De acordo com dados disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), por meio da Vigilância em Saúde, em 2020, 776 casos de síndrome respiratória aguda grave (Srag) foram hospitalizados até a semana epidemiológica 39, entre 20 e 26 de setembro.

Não foi registrado aumento nos casos dos internações, que permanecem em 2,038%, número mais baixo registrado desde a 21ª semana epidemiológica, no mês de maio.

A maioria das hospitalizações da síndrome foi do sexo masculino, com 53,9%. A faixa etária predominante é de 60 anos e mais, com 59% dos casos. Dentre as hospitalizações por região, há 57,2% residentes em Divinópolis. Destes, 478 (61,6%) evoluíram para cura, 209 (26,9%) foram a óbito, 3 (0,4%) foram transferidos para outro município e 86 pacientes (11,1%) continuam hospitalizados.

Até a semana epidemiológica 38, um caso dos 776 notificados de Srag foi confirmado para influenza, dois tiveram a síndrome por outro agente etiológico, 353 casos foram confirmados para o coronavírus e 404 casos foram classificados como Srag não especificado, isto é, casos de em que os testes laboratoriais realizados foram negativos. Há ainda os casos que aguardam pelo resultado laboratorial, que totalizam 16.

Os dados também mostram que, dos 353 casos de covid-19, 336 deles foram confirmados por critério laboratorial e 17 por critério clínico-imagem. Por fim, dos 353 confirmações do vírus, 208 evoluíram para a cura, 99 vieram a óbito, 43 estão hospitalizados e 3 casos foram transferido para outro município.

Comentários
×