Casos confirmados de covid-19 caíram 8,5%

Levantamento é da Secretaria Municipal de Saúde

Da Redação

Os casos confirmados de covid-19 em Divinópolis caíram 8,5% em uma semana. Dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) revelam o menor número de confirmações para uma semana desde novembro do ano passado.

O relatório diário da Semusa aponta para a confirmação de 86 casos da doença na semana de 3 a 9 de outubro. Na semana anterior, a cidade confirmou 94 registros de covid-19. Quando se confronta os dois períodos, o declínio de confirmados foi de 8,51%, apontam os dados da Semusa.

É a terceira semana consecutiva de queda da quantidade de casos registrados na cidade. No período de 12 a 18 de setembro, foram registradas 391 confirmações ‒ na semana seguinte, o número passou para 198 e, depois, 194.

A semana com maior volume de casos de covid-19 confirmados foi de 11 a 17 de julho, com 705.

O segundo período com maior número de confirmações foi a semana de 4 a 10 abril, com 673 casos da doença.

Desde o começo da pandemia, foram confirmados na cidade 21.382 casos da doença em Divinópolis.

A faixa etária com maior número de casos confirmados da doença é a de 20 a 39 anos, com 8.828 resultados positivos para a doença. Com 7.475 confirmações, ficou a faixa etária de 40 a 59 anos.  

 

Ocupação  

A Semusa também informou ontem os dados referentes às hospitalizações de pacientes com sintomas de covid-19 em Divinópolis.

Ontem, a taxa de ocupação de UTI era de 25%, com 21 pessoas internadas entre os 84 leitos da cidade disponíveis para tratamento de covid-19. No setor de enfermaria, a taxa é de 31,53%, com 35 leitos ocupados entre os 111 totais do município.

 

Situação nos hospitais

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto está com 13,33% dos leitos ocupados no CTI, com quatro dos 30 leitos ocupados. Na enfermaria, a ocupação é de 43,75%, com 14 dos 32 leitos.

A área atendida pelo SUS no Complexo de Saúde São João de Deus opera com 33,33% de sua capacidade, com quatro leitos ocupados entre os 12 no CTI adulto. Na enfermaria, 13 dos 20 leitos estão ocupados, representando 65%.                                        

Na rede particular, o Hospital São Judas Tadeu tem três leitos ocupados entre os cinco instalados na unidade, com 60%.

O Hospital Santa Mônica conta com dois leitos ocupados entre os cinco disponíveis no CTI adulto, o que equivale a 40%.

A área suplementar do Complexo São João de Deus atualmente opera com 20% de hospitalizados, com dois leitos entre os dez disponíveis na unidade. O Hospital Santa Lúcia conta com 40% de ocupação no CTI adulto, com quatro pessoas internadas.

 

Comentários
×