Cartilha produzida por alunos e professores de enfermagem da UFSJ em Divinópolis ensina como limpar e desinfectar brinquedos

Da Redação

Docentes e discentes do Núcleo de Estudos sobre a Criança e o Adolescente (Neca), do curso de enfermagem da UFSJ, no Campus Centro-Oeste Dona Lindu, produziram cartilha educativa para orientar os protocolos de limpeza e desinfecção de brinquedos em escolas e creches, principalmente durante o contexto de pandemia causada pelo novo coronavírus.

Aprendizagem e diversão com segurança vem atender a demandas relacionadas ao ambiente escolar, levando em consideração que os brinquedos, compartilhados, podem ser veículos de disseminação de doenças infecciosas. A cartilha supre esse hiato, ao detalhar procedimentos para a utilização desses instrumentos fundamentais ao aprendizado infantil.

A infecção pela covid-19, no contexto da infância, ainda apresenta muitas lacunas, que o programa de extensão "Continuidade do cuidado às crianças com condições crônicas e suas famílias" se dedicou a estudar criteriosamente, a fim de propor alternativas para a continuidade do uso de brinquedos no contexto pedagógico, sobretudo quando se discute o retorno às escolas e seus protocolos de segurança.

A cartilha investiu na revisão de literatura, foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa envolvendo Seres Humanos da UFSJ e avaliada por especialistas da área, antes de ser enviada a professores da educação básica que atuam em Divinópolis, como forma de dialogar sobre capacitação.

De acordo com uma das autoras, a professora Patrícia Pinto Braga, “nosso material foi compartilhado para que os professores pudessem nos dizer se o conteúdo era acessível e se os itens citados ali eram possíveis de ser realizados. Nosso grupo não só elaborou o material, mas também fez a validação com aqueles que vão utilizá-lo".

Vale ressaltar, ainda segundo Patrícia, que a cartilha não garante a saúde dos indivíduos, sendo, porém, uma das formas de prevenção à contaminação pelo coronavírus e outras doenças. Para acessar o material na íntegra – assinado pelas professoras Patrícia Pinto Braga, Elaine Cristina Rodrigues Gesteira e Márcia Christina Caetano Romano, e pelas alunas Dayse Bazílio Rosa de Souza, Marina Guedes Pinto, Thaís Ribeiro da Silva e Verônica Gomes dos Santos – clique aqui.

 

Comentários
×