Carreata 'Divinópolis não pode parar' acontece hoje em Divinópolis

Paulo Vitor Souza 

Mais uma carreata pela volta do funcionamento do comércio em Divinópolis acontece hoje, 17. Este é mais um ato do grupo que reivindica a flexibilização das medidas de segurança de combate ao coronavírus e a implementação do isolamento vertical. O protesto saírá às 16h00 do Mercado Distrital e segundo os organizadores, passará por ruas importantes da cidade, como Av. 1º de Junho, Av. JK e rua Paraná. O grupo ainda planeja uma parada em frente à prefeitura.

Segundo os organizadores, a carreata de hoje tem aval da Polícia Militar (PM).

 

 

Flexibilização

Reivindicada pelo protesto que acontece hoje, a flexibilização das medidas não deve acontecer, pelo menos até o dia 22, data de nova reunião de análise da prefeitura acerca da situação da doença na cidade. O secretário de desenvolvimento econômico, Rafael Nogueira, disse na manhã de hoje, que uma futura abertura do comércio só acontecerá caso os índices do município deem respaldo para tal medida.

O boletim epidemiológico desta quinta-feira, 16, coloca Divinópolis com 65% dos leitos ocupados, além de 45 pessoas com exame positivo para o Covid-19. A situação de saúde no município é que vai nortear o executivo municipal em relação a novas medidas.

Já o decreto municipal que impede a abertura de serviçõs não essenciais continua em vigor, segundo o secretário de desenvolvimento econômico.

— Reafirmamos o compromisso da prefeitura primeiro com a vida, por isso esse estudo e planejamento para um futuro retorno do comércio. Não mudou em nada o decreto que está em vigor. Não está liberado nada de novo, é um planejamento que estamos fazendo, para que, caso haja uma possibilidade de retorno, a gente então esteja preparado.(...) Estamos fazendo um planejamento para não ter uma decisão afoita - explicou.

Sobre a ajuda municipal aos setores econômicos impactados pelas medidas de isolamento social, Rafael Nogueira lembrou que o governo federal já está implementando auxílios fiscais para empresas. Segundo ele, o município também dará auxílio.

— A secretaria estuda um plano de ajuda. O município não vai se eximir de ajudar. O município já está em contato com o estado e o governo federal - pontuou.

Isolamento Vertical 

Outra reivindicação das carreatas, a implementação do chamado isolamento social não é uma medida recomendada pelos especilistas em saúde. A tentativa do isolamento vertical em outros países se mostrou temerária, e no Brasil, fatores dificultam ainda mais a adotam do método, como o déficit habitacional que as cidades pelo país enfrentam. Além disso, outro fator complicador é a falta de testes, que poderiam dar mais acertividade na contabilidade da doença.

A diretora da Vigilância em Saúde, Janice Soares, afirmou na semana passada que o isolamenot vertical, segundo análises técnicas, não é eficaz para Divinópolis. Segundo ela, o isolamento social é a medida mais responsável e segura para o momento.

Uma das preocupações da Secretaria de Saúde é a expansão do contágio, levando a uma sobrecarga no sistema de saúde municipal.

 

Comentários
×