Carnaval 2020

Wagner Penna 

O batuque do Carnaval já começa a ser ouvido, principalmente nas oficinas de moda. E não é apenas nos barracões de escolas de samba ou nas sedes dos bloquinhos pelo país afora. No circuito fashion, as propostas para a folia de Momo se multiplicam e trazem novidades. A primeira delas é o chamado glitter ecológico, que é feito com um substancia degradável, e não com plástico. Preço um tanto salgadinho (R$18 o vidrinho), mas vale pelo meio ambiente. Outra tendência carnavalesca de 2020 são as tiaras bem elaboradas, isto é, quase uma coroa sobre a cabeça – verdadeiras obras de arte. O arquinho simples com luzinhas piscando e adereços sem graça acabou. A pochete folia também é indispensável e prática. Nas roupas, vale tudo que imaginação de cada um criar.

Vaivém

  • Quem gosta de moda já deve ter notado o retorno das correntes de ouro com medalhas, deslizando pelos decotes e aberturas do colo – às vezes mais longas, outras mais curtas. Também são usadas em conjunto, com várias delas ao mesmo tempo – ao estilo Maria Bethania. E, assim como no caso da cantora, o principio de tudo isso foi a fé religiosa. E virou moda.
  • O crescimento da chamada “moda circular”, isto é, aquela que em vez de ser descartada depois de usada volta a ser usada – seja através de aluguéis ou de revenda em brechós – está mais acelerado do que se imagina. As pesquisas dos economistas indicam que cresce três vezes mais rápido do que o comércio fashion tradicional. Sustentabilidade fashion.

 

Ponto final

A turma de confecções que lançou o inverno (para o atacado) em janeiro não tem do reclamar. Com boas vendas em dezembro, os lojistas fizeram suas encomendas de vestido, sapato & bolsa para o frio além do esperado. Após enfrentar a pausa do Carnaval, em março tudo retorna com força maior. Amém.

 

Comentários
×