Carisma natural

Podemos extrair da gloriosa obra oriental o Dhammapada as seguintes passagens: “Aquele que antes foi ignorante, mas que mais tarde encontrou a sabedoria irradia uma luz sobre o mundo, como a lua quando não encoberta por nuvens.”

Platão, filósofo grego, ensinava que a ignorância nos leva a loucura. Observem que quando ignoramos algo, este fato vem acompanhado de certa sombra. Talvez o pior desconhecimento seja o de não saber o que verdadeiramente somos, gerando com isto dúvidas e frustrações.  Ao contrário existem aquelas pessoas que encontram sua vocação, encontrando também um entusiasmo que emana luz. Sua alegria pela vida também desenvolve certo carisma natural. O Homem se converte então, num ser entusiasta, considerando que entusiasmo vem do grego “enthousiasmos”, que significa “inspiração divina”. 

Segundo a filósofa russa, Helena Petrovna Blavatsky, Olimpiodoro, Neoplatônico, dizia que a fantasia seria “um impedimento as nossas concepções intelectuais e, por isso, quando nos encontramos agitados pela inspiradora influência da divindade, a fantasia intervém, cessa a energia entusiástica, porque o entusiasmo e o êxtase são contrários um ao outro.” Blavatsky também cita o magnetismo como “uma força que existe na natureza e no homem”, e no caso do homem, converte-se em magnetismo “animal”, emanado como uma aura, como uma luz variável, de um modo consciente ou não.

“Os Cisnes seguem o caminho do sol pelo milagre do vôo pelo ar. Os homens que são fortes vencem o mal e seus exércitos e então eles se elevam bem acima do mundo.”

Devemos ser fortes, e se o mundo apresenta-nos dificuldades, devemos está a altura para superá-las. Para os filósofos à maneira clássica, as dificuldades nos fazem crescer. Se pensarmos bem, guardamos com carinho aquelas coisas que nos exigiram grandes esforços para conquistá-las. O mundo está sempre em movimento e como tal, devemos também estar sempre crescendo.  O professor Jorge Angel Livraga dizia que “em um mundo que está em movimento, quem pára, retrocede. E este crescimento quer dizer espiritual, e crescimento espiritual proporciona elevação da consciência, geralmente habitados em homens nobres que encontram alegria e naturalidade na ação generosa. O contrário nos levaria ao erro, geraria uma vida mergulhada no vício. Portanto, devemos estar atentos àquilo que somos, desenvolver nossa atenção voluntária, própria de homens que sabem o que são e o que querem. Aprender a gostar do que devemos fazer, eis aqui um ensinamento simples, porém fundamental para nosso encontro com nossa verdadeira identidade humana.  Desta maneira estaremos desenvolvimento este chamado carisma natural encontrado no mais profundo do ser humano.

Divinópolis, 05 de Julho de 2018.

Professor e Filósofo à maneira clássica
Elismar José Alves
Av. Sete de Setembro, 1340, sala 200, Centro,
Divinópolis, MG - CEP 35.500-011.
Tel. 37 3221-5271; 9 9197-9383
www.nova-acropole.org.br

Comentários
×