Cantiga dos pastores

 

CANTIGA DOS PASTORES

À meia noite no pasto,
guardando nossas vaquinhas,
um grande clarão no céu
guiou-nos a esta lapinha.
Achamos este menino
entre Maria e José,
um menino tão formoso,
precisa dizer quem é?
Seu nome santo é Jesus,
Filho de Deus muito amado,
em sua caminha de cocho
dormia bem sossegado.
Adoramos o Menino
nascido em tanta pobreza
e lhe oferecemos presentes
da nossa pobre riqueza:
a nossa manta de pele,
o nosso gorro de lã,
nossa faquinha amolada,
o nosso chá de hortelã.
Os anjos cantavam hinos
cheios de vivos e améns.
A alegria era tão grande
e nós cantamos também:
que noite bonita é esta
em que a vida fica mansa,
em que tudo vira festa
e o mundo inteiro descansa?
Esta é uma noite encantada,
nunca assim aconteceu,
os galos todos saudando:
O Menino Jesus nasceu!

Adélia Prado
[Suplemento Folhinha do
jornal Folha de S. Paulo, 25.12.99]

in Mensagens de Natal

em poesia e prosa

Edições Asa, 2003



Fotografia - TINTA AZUL. 19.12.08 [exposição de presépios feitos por crianças dos jardins de infância e escolas básicas da região norte]

*****************************************************

Duas mulheres se encontram, vindas de Minas Gerais, vinda de Goiás, imantadas pelo Menino Jesus com seu séquito encantado, pura luz e beleza: Adélia Prado e Cora Coralina.

Sejam bem vindas, e trazendo sempre nosso Menino!

 

 

Comentários
×