Candidaturas de vereadores a deputado afetam votações em Divinópolis

Ricardo Welbert 

As candidaturas a deputado de alguns vereadores de Divinópolis têm acirrando os ânimos entre os 17. O Agora apurou que a formação de núcleos de apoio – as chamadas “panelinhas” – têm afetado a aprovação de projetos tanto de iniciativa do Legislativo quanto do governo.

São três concorrentes a cadeiras na Assembleia já homologados: Adair Otaviano (MDB), Cleitinho (PPS) e Eduardo Print Júnior (SD). Sargento Elton (Patriota) é candidato a deputado federal.

Com Adair está apenas Kaboja (PSD). Com Print estão Cézar Tarzan (PP), Renato Ferreira (PSDB), Janete Aparecida (PSD) e Nêgo do Buritis (PEN). Com Cleitinho estão Sargento e Roger Viegas (Pros). Marcus Vinícius (Pros) apoia a candidatura do também pastor Leandro Genaro (PSD). Ademir Silva (PSD), Raimundo Nonato (PDT), Josafá Anderson (PPS) e Zé Luiz da Farmácia (PMN) apoiam Fábio Avelar (Avante). Edson Sousa (MDB) apoia o vice-prefeito Rinaldo Valério (PV) a estadual. Cleitinho, Roger e Nêgo do Buritis apoiam Sargento Elton.

Dr. Delano (MDB) prefere não dizer quem apoia.

— Nenhum deles merece que vistamos suas camisas — desabafa.

Conchavos 

Nos bastidores do Legislativo, servidores de vários setores afirmam perceber que vários vereadores já mudam linhas de discurso para beneficiar seus apoiados. Essa influência se manifesta também na hora de votar projetos que podem favorecer ou prejudicar os seus abençoados.

— Está tudo dividido. O clima fica meio diferente — afirma Roger Viegas (Pros).

Questionado pelo Agora sobre o impacto disso nas apresentações de emendas e projetos, Cleitinho afirma que prejudica os processos.

— Afeta demais, porque fica esse jogo de vaidades. Se consigo aprovar um projeto que beneficia a coletividade, dizem que estou me beneficiando também e que a população não deve me dar mais credibilidade — afirmou.

 

 

 

 

Comentários
×