Campeonato será duríssimo

José Carlos de Oliveira

jcqueroviver@hotmail.com.br

Campeonato será duríssimo

Com a participação de clubes tradicionais do futebol de Minas Gerais – Guarani, Tupi, Democrata (SL), Democrata (GV), Ipatinga, Mamoré, Nacional de Muriaé – além de Athletic de São João del-Rei, Serranense de Nova Serrana, CAP de Uberlândia e dos dois times que subiram, Pouso Alegre e Betim Futebol, o campeonato mineiro de 2020, em seu Módulo II, será um dos mais equilibrados dos últimos tempos.

É impossível alguém fazer hoje qualquer prognóstico de como será a disputa, quanto mais apontar os prováveis clubes que subirão para a elite do futebol mineiro em 2021.

Novidades

No encontro entre representantes de clubes e dirigentes da Federação Mineira de Futebol (FMF) na última terça-feira, 5, em Belo Horizonte, novidades foram anunciadas para este ano, que tornarão ainda mais imprevisível o estadual. Com um quadrangular substituindo as semifinais e a final, a regularidade das equipes é que apontará aqueles que subirão de divisão. Não dará mais para jogar pelo regulamento, é vencer e vencer para se dar bem. Não haverá outro caminho.

Juventude

Mantendo a disputa na categoria sub-24, com cada clube podendo inscrever apenas sete jogadores, de um total de 30, acima da idade limite, busca-se (apesar de muitos discordarem disto) dar um maior equilíbrio à disputa, evitando que times com mais dinheiro invistam em elencos já formados. Com os jovens sendo maioria, abre-se a possibilidade de maiores surpresas no estadual, com atletas hoje desconhecidos podendo ser os destaques do Mineiro.

Isso é o que acredito que possa acontecer.

Sem ilusão

Mas que ninguém se engane, o estadual do ano que vem será um torneio dos mais difíceis. Para se dar bem na competição, o time não poderá cometer erros, e precisa começar agora a pensar na montagem de seu elenco. Escolher os nomes certos fará, sim, uma grande diferença lá na frente.

Clássicos

O Centro-Oeste terá três times na disputa, e os duelos entre Serranense, Betim Futebol e Guarani vão movimentar a torcida na região, com as três cidades sonhando em ter seus representantes na divisão maior do futebol do estado.

Apoio

E agora, já sabendo como será árduo o caminho para o Guarani em 2020, é hora de as pessoas que dizem amar o clube e o futebol da cidade fazerem a sua parte e arregaçar as mangas, trabalhando junto com o presidente do alvirrubro, Vinícius Morais, para montar um time forte para o ano que vem.

E é bom os torcedores não se iludirem. Se para fazer bonito no estadual for depender apenas da situação financeira dos clubes, o Alvirrubro está é num mato sem cachorro, pois grana é o que mais falta hoje para os lados de Porto Velho.

Ou todos se unem em torno do time e ajudam a diretoria bugrina ou a parada será mais indigesta do que possam imaginar.

Campanha 100% das Cabulosas

Cinco vitórias em igual número de jogos, 15 pontos somados, 31 gols marcados e nenhum sofrido. Esta é a campanha do time feminino do Cruzeiro no Campeonato Mineiro 2019. Já classificada para as semifinais, a equipe estrelada joga neste sábado em Contagem, na Arena Santa Luzia, contra o Futgol, buscando mais um triunfo para encerrar a fase de classificação sem perder nenhum ponto sequer.

Semifinais

O estadual feminino é disputado por sete equipes, com quatro passando às semifinais, e somente após a rodada deste fim de semana, com três jogos, serão conhecidos os confrontos da próxima fase. Com o Cruzeiro garantido na primeira colocação, Atlético (10 pontos), América (10) e Ipatinga (9) disputam de 2º a 4º lugares, para se conhecer o chaveamento da segunda fase.

Final

E para valorizar ainda mais o campeonato feminino, a Federação Mineira de Futebol já definiu que a grande final, marcada para o dia 7 de dezembro (sábado), será disputada no Mineirão.

Comentários
×