Campeonato mais equilibrado dos últimos anos

Batendo Bola

José Carlos de Oliveira 

jcqueroviver@hotmail.com.br

 

A edição de 2018 do Campeonato Brasileiro mostra um equilíbrio jamais visto desde que o torneio começou a ser disputado no sistema de pontos corridos, com muitos times se credenciando ao título deste ano ao final do primeiro turno.

E é bom nenhuma torcida comemorar antes da hora, não, porque muita água ainda passará por debaixo da ponte e o nacional de 2018 pode apresentar surpresas ao término da rodada derradeira. Se hoje são os são-paulinos que riem à toa, eles podem acabar chorando ao final.

E verdade maior que esta não há.  

Flamengo deu mole 

Para se ter uma ideia de como a disputa será pau a pau em 2018, basta ao observador mais atento olhar atentamente para os números do primeiro turno, rodada a rodada. Antes da parada para a Copa do Mundo, o Flamengo despontava como aquele que poderia levantar a taça; com time e elenco chegou a liderar a competição mais da metade do primeiro turno. Deu mole nas rodadas finais e viu o São Paulo abrir vantagem na liderança.

Ainda pode reverter a situação? Pode. Mas terá que ralar muito.

 Outra surpresa 

Vindo de perder a Série B para o América Mineiro na temporada passada e o estadual para o Grêmio, depois de anos de hegemonia no Rio Grande do Sul, o Internacional se reinventou e é outra boa surpresa da primeira metade do Brasileirão. Hoje, na segunda posição na tabela, o Colorado gaúcho já tem a melhor colocação em primeiro turno desde 2006.

 Calendário vai pesar 

Além de serem líder e vice-líderes do Brasileirão 2018, Internacional e São Paulo (a exemplo do 5º colocado, Atlético Mineiro) têm a seu favor um detalhe que pode ser decisivo na reta final. Todos os três times estarão focados apenas no Campeonato Brasileiro, sem ter que dividir suas atenções com jogos decisivos em outras competições.

E isto terá peso decisivo em muitos jogos. Com tempo para treinar e descansar, os três times irão se aproveitar da situação. E contra esta verdade não há como os adversários reclamarem.

É o calendário punindo os melhores.

MANGUEIRAS BRASIL 

América cumpre primeiro objetivo 

O medo do efeito ioiô-ioiô, com o time subindo para a Série A e sendo rebaixado logo na temporada seguinte, era o fantasma que mais assustava a torcida americana neste Brasileirão de 2018. O risco ainda existe, mas a julgar pelos bons resultados obtidos pelo Coelho depois da chegada do técnico Adilson Batista, o americano tem motivos de sobra para festejar.

Numa boa 

Terminar a primeira metade do Brasileirão na parte de cima da tabela era algo que nem o mais fanático de seus torcedores esperava. O décimo lugar, com 22 pontos somados, 18 gols marcados e 24 sofridos, deixam o América com meio caminho andado para permanecer na elite. Se o Coelho chegar aos 45 minutos ele permanece na Série A. Estes são os números de hoje. 

Para o gasto 

E tem mais um pequeno detalhe a ser considerado. No Brasileiro deste ano tem muito time pior que o América Mineiro. Até mesmo equipe que é considerada grande pela grande mídia.  

E se o técnico Adilson Batista extrair o melhor de seus comandados, não haverá erro. O América permanecerá na elite e pode, no final, até beliscar alguma vaguinha para a Copa Sul-americana em 2019. Esta é a torcida de todos os verdadeiros mineiros.

 Ataque atleticano faz a diferença 

O Atlético é outro time das Minas Gerais que está bem na fita, e só não se encontra em melhor situação porque seus defensores deixaram a desejar neste início de competição. Enquanto o ataque está jogando a mil, a defesa está entre as piores.

Se melhorar a retaguarda, o Galo vai brigar na parte de cima da tabela até a rodada final. E não é exagero afirmar hoje, que até o título é algo viável e bem possível de se tornar real.

Mas para que isto aconteça tem que melhorar sua cozinha. E muito. Mudar da água para o vinho.

Comentários
×