Caminhada abre ações para as mulheres

 

Anna Lúcia Silva

Celebrar a mulher em todas as instâncias se tornou um ato de homenagem e, principalmente, respeito com o gênero. No intuito de comemorar o Dia Internacional da Mulher, a Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Divinópolis, realizará a partir desta sexta-feira, 8, várias ações que se estenderão por uma semana.

Essa é a primeira vez que um evento idealizado pela PC em celebração ao Dia da Mulher é estendido por uma semana. Em 2017, foram dois dias de evento e, em 2018, foram quatro, como destaca o delegado regional, Leonardo Pio.

— A importância de celebrar a semana da mulher transcende o dia 8 de março e toda a semana com esse conjunto de ações. Ela é apenas um marco, que nos coloca a refletir e traçar um plano de trabalho, primeiro, na defesa e combate efetivo da violência contra a mulher, e, segundo, na defesa dos direitos inerentes à condição de mulher. Esse tem sido o trabalho da Polícia Civil: pela preservação dos direitos e garantias fundamentais e aplicação com rigor da Lei Maria da Penha, estabelecendo medidas efetivas e, sobretudo, que inserem a mulher na sociedade da sua melhor forma, na condição de mulher, mãe, de amiga e de trabalhadora. Por isso, preparamos esse conjunto de ações para o ano de 2019 — ressaltou.

Ações programadas

A primeira ação será uma caminhada amanhã, com partida programada para 8h30, da praça da Catedral até a do Santuário. Além disso, neste mesmo dia, a delegacia abrirá a vistoria rosa a partir de 8h30 até 12h, e, em seguida, das 14h às 17h. A ação permitirá prioridade às mulheres no atendimento de vistoria de veículos e, ainda, sem a necessidade de agendamento prévio, respeitando apenas a ordem de chegada de cada condutora.

 Dando continuidade às atividades, no dia 11, uma equipe estará pronta para atender, na própria delegacia, todas as mulheres que quiserem fazer as unhas, maquiagem, sobrancelhas e outros cuidados especiais com a beleza feminina.

Já no dia 12, será realizado o seminário com o tema “Mulher: Saúde Mental x Violência”. Na abertura, as palestras serão ministradas por nomes de peso e que sempre militaram pela ausência de violência contra a mulher, sendo eles a delegada Maria Gorete Rios, o promotor de Justiça Marco Antônio Costa, também o juiz de Direito Mauro Riuji e a advogada Anne Costa.

O mesmo evento terá a honra de receber a psicóloga social Eloisa Borges, que irá tratar sobre a “banalização da vida”. Ela, que é fundamentalmente especialista em relações humanas, irá abordar as relações abusivas e de submissão em que muitas mulheres se encontram.

O psiquiatra Thales Henrique Dinis também estará presente e falará sobre “Os impactos da violência na saúde mental”. Na ocasião, será apresentada a Rede de Enfrentamento à Violência em Divinópolis, que é composta por técnicos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), pelo próprio setor de acolhimento da Delegacia de Mulheres, Posto Médico Legal e equipe de psicologia do serviço multidisciplinar do Complexo de Saúde São João de Deus.

No dia 14, será realizado um debate com as vítimas de violência doméstica sobre a eficácia das medidas protetivas, às 14h.  Para finalizar, no dia 15, será realizado um workshop culinário, com as servidoras e esposas dos servidores da Delegacia de Polícia Civil.

Comentários
×