Câmara repercute vídeo polêmico do prefeito sobre geoprocessamento

Vereadores apresentaram opiniões diferentes sobre falas do prefeito

 

Bruno Bueno

A polêmica recente de Gleidson Azevedo (PSC) continua repercutindo na cidade. O vídeo em que ele responde, com palavras de baixo calão, a dois divinopolitanos que reclamaram do geoprocessamento repercutiu na reunião da Câmara, na tarde de ontem.

Ana Paula do Quintino (PSC), Eduardo Azevedo (PSC), Edsom Sousa (CDN) e Diego Espino (PSL) foram alguns dos parlamentares que opinaram sobre o assunto. Eduardo Print Júnior (PSDB) já havia publicado nota de repúdio.

 

Entenda o caso

Um internauta, identificado como Daniel Cardan, publicou um vídeo no Instagram, no qual o prefeito reclamava de divinopolitanos que criticavam o geoprocessamento. Gleidson se revoltou e chegou a xingar as pessoas com palavras de baixo calão.

— Nós estamos aqui conversando sobre o geoprocessamento e o vídeo do senhor que gravou vídeo no São Roque falando que o prefeito está cobrando galinheiro. É o ** dele! É o seu ** que estou te cobrando galinheiro! (...) Você sabe quando você paga de IPTU, seu vagabundo? 26 reais. No seu terreno de 300 metros. E você sabe para quanto vai aumentar seu IPTU? R$ 11. O que eu faço com 11 reais em uma cidade desse tamanho? — disse.

 

Ele também criticou outra divinopolitana que atribuiu a culpa do procedimento para o prefeito.

— Gabriela, você que fez um vídeo agora há pouco dizendo que eu quem renovei o geoprocessamento. Eu renovei é o cara***! Se fosse o Tolentino ou qualquer outro que tivesse na Prefeitura teria que aplicar a lei. Lei você tem que aplicar. Agora todo mundo que está rodando a cidade vê que ela está melhor. (...) Pobre não paga IPTU, paga Cota Básica. Agora rico que tem mansão e que é registrado como lote vago vai pagar. Porque a justiça é social e tem que ser feita — ressaltou.

 

Pouco tempo depois, ele se desculpou pelo ocorrido.

— Venho pedir perdão a toda a população de Divinópolis pelos palavrões ditos durante um vídeo que está circulando nas redes sociais. Não foi minha intenção ofender ninguém, mas admito que errei! Portanto, humildemente peço perdão a todos que se sentiram ofendidos — disse.

 

Ana Paula

Ana Paula do Quintino (PSC) foi a primeira a falar sobre o assunto. Ela criticou a postura do prefeito no vídeo publicado.

— Eu não poderia deixar de dar o meu recado para o prefeito municipal. Prefeito, eu não aprovo a sua atitude e a conduta que o senhor teve. Eu sei que foi no momento de nervosismo, mas o senhor é o condutor da nossa cidade. Por várias vezes eu falei com o senhor sobre quando Deus criou a humanidade. Se tem um animal que Deus não criou e não deu nada a ele foi a cobra. Por isso é que ela rasteja — pontuou.

 

A parlamentar pediu que Gleidson não repita a conduta.

— A gente tem exemplos do que a gente passou na campanha. Mais uma vez eu falo ao senhor: não caia nas armadilhas da maldade, porque já pegaram seu ponto fraco que é o nervosismo para fazer isso. Que isso não se repita mais, a gente está aqui para fazer Divinópolis crescer e voltar aos trilhos do desenvolvimento — enfatizou

 

Eduardo Print

O presidente da Câmara, Eduardo Print Júnior (PSDB), se manifestou sobre o vídeo em nota de repúdio publicada na tarde de ontem. Em parte do texto, o vereador disse que os políticos precisam aceitar as críticas.

— (...) Se a rede social serve para eleger políticos, os políticos também precisam aceitar o contraditório e as críticas nas redes sociais em vez de, apenas, se servir dela para a conquista do poder. Na medida que o cidadão se manifesta com respeito, e não haja divulgação de fake news, nós, políticos, devemos ter equilíbrio emocional e ouvidos para escutar o que diz o cidadão — afirmou.

 

Print reconheceu o esforço de Gleidson para melhorar a cidade.

— O prefeito Gleidson Azevedo, em nota, pediu perdão pelas palavras usadas em sua manifestação e reconhecemos que o atual mandatário do Executivo tem se esforçado para deixar a sua marca de trabalho. Podemos dizer com todas as letras: agora Divinópolis tem história de respeito aos seus cidadãos — opinou.

 

Diego Espino e mais

O vereador Diego Espino (PSL), aliado do prefeito, questionou a quantidade de críticas direcionadas a Gleidson.

— Eu queria pedir a vocês que repudiaram a fala do prefeito para que fizessem um pouco para construir essa cidade. Que fizessem uma capina na sua rua, que entrasse em contato com o vizinho dono do lote que está sujo, que fizesse uma caridade para alguém que está precisando ou que fizesse um esforço para a cidade melhorar. A maioria das pessoas que falam nunca arredaram a bunda da cadeira para fazer um bem a seu semelhante — questionou Diego Espino.

Outros parlamentares, como Eduardo Azevedo (PSC) e Edsom Sousa (CDN), irmão do prefeito e líder do governo, respectivamente, também demonstraram apoio ao prefeito.

 

Comentários
×