Câmara rejeita continuidade de denúncia contra Galileu Machado

Da Redação

Por 13 votos a 3, os vereadores rejeitaram na manhã desta quarta-feira, 17, a admissibilidade de denúncia contra o prefeito Galileu Machado (MDB). O pedido de denúncia foi de autoria do vereador Edson Sousa (CDN), que argumentava infração político-administrativa por parte do chefe do executivo municipal. 

Pelo documento protocolado e rejeitado no Legislativo, o chefe do Executivo era acusado de suposta afronta ao princípio da legalidade em descumprimento à Lei Complementar nº 49/1998 que trata dos critérios de obtenção do benefício fiscal e social da Cota Básica do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Divinópolis. 

A denúncia seguiu o rito tradicional para votação e admissibilidade de processo de impedimento. Depois da leitura do texto, o documento foi colocado à votação nominal e rejeitado por maioria simples. Por ser denunciante, o vereador Edson Sousa deu lugar a seu suplente, Hilton Aguiar, durante a votação.

Votaram

Adair Otaviano - Contrário à denúncia 

Ademir Silva - Contrário à denúncia 

Carlos Eduardo Magalhães - Contrário à denúncia 

Cézar Tarzan - Contrário à denúncia 

Delano Santiago - Contrário à denúncia 

Hilton Aguiar - Contrário à denúncia 

Eduardo Print -Contrário à denúncia 

Janete Aparecida - Favorável à denúncia 

Josafá Anderson - Contrário à denúncia 

Rodrigo Kaboja - Contrário à denúncia 

Marcos Vinícius - Contrário à denúncia 

Matheus Costa - Favorável à denúncia 

Nego do Buriti - Contrário à denúncia  

Raimundo Nonato - Contrário à denúncia 

Renato Ferreira - Contrário à denúncia 

Roger Viegas - Favorável à denúncia 

Comentários
×