Câmara recebe denúncia  de morte  por falta de equipamento na UPA

 

Ricardo Welbert  

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Divinópolis recebeu uma denúncia informando que na manhã de terça-feira, 5, um idoso teria na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) por falta de um aparelho necessário para que ele conseguisse respirar. O relato foi recebido e apresentado pelo vereador Marcos Vinícius (Pros).  

De acordo com as informações, Divino Domingues de Araújo, de 87 anos, morava no bairro Belvedere. Ele, que já sofria de doença pulmonar obstrutiva crônica e hipertensão pulmonar, passou mal e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que o levou à UPA.  

O paciente deu entrada com quadro intenso de dispneia (tipo de desconforto que gera a sensação de respiração incompleta) e taquipneia (aceleração do ritmo respiratório). O quadro piorou e o paciente precisou ser entubado, com uso de noradrenalina (mediador químico precursor da adrenalina nos canais suprarrenais). Segundo o vereador, parentes do idoso disseram que não havia no quarto o equipamento conhecido como “respirador”, essencial para a manutenção da respiração por aparelhos.  

 Outro lado  

Procurada pelo Agora, a direção da UPA informou que quando o senhor Divino chegou, o respirador realmente não estava disponível. Porém, outro foi pedido ao Hospital São João de Deus (HSJD), que chegou a tempo de ele ser atendido.  

— O paciente estava no respirador e morreu por complicações — acrescentou.  

 

 

 

Comentários
×