Câmara e Prefeitura aderem Governo Digital

Da Redação

Em reunião nesta quarta-feira, 5, foi formalizada uma parceria entre a Prefeitura de Divinópolis e a Câmara Municipal para a implantação do projeto 'Governo Digital', que visa simplificar e desburocratizar a comunicação e trâmites de documentos entre os dois poderes e, principalmente, gerar economia na Casa do Legislativo e na Prefeitura.

Representada pelo secretário municipal de Administração, Orçamento, Informação, Ciência e Tecnologia, Thiago Nunes, a Prefeitura se comprometeu a dar celeridade ao processo para que o projeto possa ser posto em prática o mais breve possível.

— É uma marca histórica que estamos alcançando. Desde o início desta nova gestão tínhamos o desejo de sempre transformar os processos físicos em eletrônicos, simplificando todos os trâmites e resultando em mais agilidade para população. Colocamos como uma de nossas metas imediatas, que foi prontamente aceita pelo Legislativo — destacou Thiago.

O vereador Eduardo Print Júnior (PSDB), presidente da Câmara, afirmou que a medida transforma a metodologia de trabalho da Casa.

— É um dos grandes marcos históricos de toda a trajetória política da Câmara. O projeto significa menos burocracia na apresentação de projetos, ofícios e requerimentos. Consequentemente, dará celeridade na aprovação de projetos importantes para o desenvolvimento do município — pontuou.

Outro importante ponto do projeto é a economia que será registrada na Câmara e na Prefeitura. Com a digitalização destes trâmites, haverá uma significativa diminuição do uso de papéis, um dos maiores gastos anuais do Legislativo.

— Estamos implantando medidas de economia desde o início da nova gestão da Mesa Diretora, e a informatização destes serviços trará um ganho muito alto neste quesito — afirma o presidente.

Atualmente, tanto a Câmara quanto a Prefeitura possuem seus próprios sistemas para protocolos de documentos. Com a parceria, diversos materiais poderão ser validados numa única plataforma. 

— Os projetos de leis e mensagens modificativas, por exemplo, tanto vindouros do Executivo quanto as emendas do Legislativo, poderão ser protocolados pelo Sistema da Câmara Municipal, sem necessitar do trâmite de entrega física que, torna o processo moroso, dispendioso, além da importância significativa de contribuição ao meio ambiente sustentável que está nova era trará — explicou Thiago Nunes.

Para a implantação do Governo Digital, será elaborado em conjunto um Projeto de Lei para discussão e apreciação dos vereadores. Em caso de aprovação, o projeto entra em vigor a partir da data de sua sanção.

Comentários
×