Câmara de Divinópolis decide instaurar CPI da UPA

Ricardo Welbert

O presidente da Câmara de Divinópolis, Adair Otaviano (PMDB), disse ontem que aceitou o pedido feito pela vereadora Janete Aparecida (PSD) para a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias de irregularidades no contrato firmado entre a Prefeitura de Divinópolis e a Santa Casa de Formiga para a gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto.

— Já nomeei os vereadores e já despachei. Em breve a comissão estará trabalhando, porque já mandei instaurar. Serão cinco vereadores e em breve a imprensa terá conhecimento de quais são os componentes da CPI para apurar possíveis irregularidades no funcionamento da organização social dentro da UPA — disse.

Denúncia

O pedido foi feito por Janete em 28 de novembro. Segundo ela, “as coisas se tornaram mais sérias” após a denúncia feita ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pelo superintendente da UPA, José Orlando Fernandes Reis, de que o hospital formiguense não aplicou devidamente recursos enviados pelo governo divinopolitano.

A CPI permitirá o aprofundamento na denúncia, porque autorizará a Câmara a convocar e convidar representantes de entidades públicas e privadas para depoimentos e também a reunião de provas e outros elementos que comporiam o relatório final da investigação.

Comentários
×