Câmara de Divinópolis aprova projeto que prioriza participação de produtores rurais em eventos

Da Redação

A Câmara de Vereadores de Divinópolis aprovou nesta terça-feira, 2, durante a 50ª Reunião Ordinária de 2019, o Projeto de Lei CM 064/2019, de autoria do vereador Nego do Buriti (Patriota), que prioriza a participação dos produtores rurais e orgânicos do Município de Divinópolis em eventos organizados, patrocinados ou apoiados pelo Poder Executivo.A proposta foi aprovada por 13 votos favoráveis e segue agora para análise do prefeito Galileu Machado (MDB). 

Durante a defesa da proposta em Plenário, Nego do Buriti (Patriota) reafirmou que a agricultura orgânica merece destaque nos eventos de caráter público, especialmente, por promover a geração de emprego e renda para o agricultor familiar, como também se destaca de forma positiva no âmbito da preservação do meio ambiente. 

Ordem do dia

Também incluso na ordem do dia da 50ª Reunião Ordinária, o Projeto de Lei CM 0018/2019, que dispõe sobre a obrigatoriedade de publicação, via internet, de informações sobre o funcionamento das unidades de saúde que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no município de Divinópolis, foi retirado de pauta a pedido do autor, vereador Nego do Buriti (Patriota).  

Já o Projeto de Resolução CM 003/2019, de autoria da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Divinópolis, que define o rito de audiências públicas realizadas pelo Poder Legislativo, recebeu pedido de sobrestamento e será novamente apreciado em 15 dias. Os vereadores pediram mais tempo para estudar a proposta que visa disciplinar o rito dos encontros realizados no Plenário Dr. Zózimo Ramos Couto. 

Comissão Especial 

Falando em nome da Comissão Especial que investigou as divergências sobre carga horária de sociólogos, educadores de trânsito e historiadores servidores da Prefeitura de Divinópolis, o vereador Roger Viegas (Pros) apresentou o relatório final produzido pelo colegiado. Segundo Roger, o conteúdo produzido pelos vereadores foi encaminhado para análise e tomada de ações junto ao Poder Executivo. 

Comentários
×