Câmara de Divinópolis aprova lei que proíbe armas de brinquedo

Da Redação

A Câmara de Divinópolis aprovou na terça-feira, 3, o projeto de lei 10/2017, de autoria da vereadora Janete Aparecida (PSD), que proíbe a fabricação, a venda, a comercialização e a distribuição de armas de brinquedo que configurem réplicas e simulacros de arma de fogo ou que com essas possam se confundir.

Conforme legislação federal, excetuam-se da proibição as réplicas e os simulacros destinados à instrução, ao adestramento, ou à coleção de usuário autorizado, nas condições fixadas pelo Comando do Exército. A matéria também não proíbe armas de ar comprimido, airsoft e paintball.

De acordo com o texto do projeto, poderão ser comercializadas as armas de brinquedo claramente identificadas, coloridas ou com cores chamativas, com dimensões e formato que apresentem imediata distinção dos artefatos reais. O estabelecimento que não respeitar a lei, caso sancionada, será notificado e poderá ser multado em R$ 1.741,25, pagando o dobro em caso de reincidência, podendo ocorrer a cassação da licença de funcionamento.

A autora justificou a matéria baseando-se na quantidade de assaltos que vêm acontecendo na cidade de Divinópolis utilizando armas de brinquedo, principalmente nas periferias, nos pequenos supermercados, nos pontos de ônibus, onde adolescentes, crianças e adultos utilizam desse material e colocam medo, por ser a réplica muito parecida com armas de verdade.

Comentários
×