Cai número de matrículas na rede pública de ensino em Divinópolis

Ana Laura Corrêa

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta semana, os dados do Censo Escolar da Educação Básica 2017.

A publicação traz o número de matrículas da rede pública nos ensinos infantil, fundamental, médio e na Educação de Jovens e Adultos (EJA), em todos os municípios brasileiros.

Em Divinópolis, neste ano, foram registradas 32.730 matrículas em todos os níveis de ensino da rede pública. Comparado ao ano passado, quando havia 33.081 alunos matriculados, o levantamento apontou uma queda de 1,06% no número de estudantes.

Infantil

No município, a maior ampliação do númerode estudantes foi registrada no ensino infantil, com um aumento de 3,33% na quantidade de matrículas. Neste ano, foram contabilizadas 5.334 matrículas, enquanto no ano passado havia 5.162 alunos matriculados.

De acordo com a gerente de planejamento da Secretaria Municipal de Educação, Élcia Nunes, o aumento do número de crianças atendidas se deu, principalmente, devido à ampliação do número de vagas.

— Temos um Plano de Educação Decenal, uma lei municipal com vigência de 2015 a 2024, que prevê a ampliação gradativa das vagas de educação infantil. Neste ano, por exemplo, temos 11 turmas de 2 anos e 94 turmas de 3 anos. Já em 2018, nós iremos atender 13 turmas de 2 anos e 97 turmas de 3 anos— explica. 

Fundamental

O ensino fundamental, por sua vez, registrou uma queda de 3,33% nonúmero de matrículas.Em 2016, no município, havia 20.971 alunos matriculados, número que caiu para 20.272 em 2017.

Médio

No ano passado, 6.948 jovens estavam matriculados no nível médio de ensino na rede pública do município. Já neste ano, o número subiu para 7.124, registrando um aumento de 2,53%.

EJA

A EJA, que atende aos níveis fundamental e médio, registrou quedade 12,02% no número de estudantes. Em 2017, foram contabilizadas 1.302 matrículas, enquanto em 2016 havia 1.480 alunos matriculados.

Brasil

No país, considerando-se todas as etapas de ensino, o total de registros na rede pública chegou a 37,75 milhões de estudantes neste ano. Na comparação com 2016, houve uma redução de 0,5% no número de matrículas.

Comentários
×