Caem solicitações de seguro-desemprego em Divinópolis

Mês de setembro apresentou retração de 7,2% anual e estabilidade na amostra mensal

Da Redação

Depois de dispararem em todo o país no decorrer do primeiro semestre de 2020 por causa da covid-19, os pedidos de seguro-desemprego dos trabalhadores com carteira assinada demonstraram um comportamento de queda já no segundo semestre do último ano.  Em Divinópolis não foi diferente: a cidade já parte para seu quarto mês com queda nas solicitações. 

 

Números

O monitoramento econômico apresentado pelo Instituto Vitaltec à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis mostrou que no mês de setembro foram registrados 690 pedidos de seguro-desemprego na cidade, contra 744 realizados em setembro de 2020, resultando numa retração anual de 7,2%.  

A análise mensal mostra uma estabilidade, uma vez que em agosto foram realizados 691 pedidos de seguro desemprego.

No município, entre janeiro e setembro, foram realizados 6.766 pedidos de seguro-desemprego contra 8.496 no mesmo período de 2020, representando uma retração de 20%. 

— Os números apontam para uma melhora do mercado de trabalho do município, pois os dados de seguro-desemprego estão nos mesmos patamares observados no período pré-pandemia e estabilizados num patamar quinzenal de 300 a 400 pedidos desde maio de 2021 — analisa o economista Leandro Maia.

 

Recuperação

Os dados que indicam a melhora na abertura de vagas na cidade podem ser, em parte, creditados aos empresários, que se mostram mais confiantes com o avanço da vacinação.

— Estou confiante que teremos um ótimo fim de ano e que o ano de 2023 será de recuperação para o nosso setor de alimentação. Presenciamos muitas empresas tradicionais na cidade fecharem suas portas e as que sobreviveram estão tentando ainda se reerguer. Temos que ser positivos quanto ao futuro. E que venham mais vacinas — definiu o empresário do ramo alimentício Rolando Meneses. 

Com a confiança em dias melhores, muitos que tiveram de deixar seus empregos agora voltam ao mercado de trabalho. 

— O ano passado foi difícil para nós que trabalhamos com prestação de serviço. O abre e fecha de bares e restaurantes causou muita dispensa para quem trabalha na área. Eu, por exemplo, fiquei seis meses parado e tive que me virar trabalhando de bico e só voltei ao mercado de trabalho a partir de março deste ano. Agora, com o avanço da vacinação, espero que tenhamos um ano novo sem grandes problemas no setor — disse o garçom Fernando Moreira.  

 

Centro-Oeste 

Em relação à variação das solicitações de seguro-desemprego nas principais cidades da região Centro-Oeste entre setembro de 2020 e setembro de 2021, nota-se que três dos cinco municípios analisados demonstraram elevações no requerimento de seguro desemprego. 

Divinópolis registrou a maior retração na solicitação de seguro desemprego em relação ao mês de setembro de 2020, -7,2%, seguida pelo município de Formiga, com -1,4%; Itaúna registrou elevação de 37,5%; Pará de Minas, 21,5%; e Nova Serrana com 2,3%.

 

Comentários
×