Cadastro de profissionais que usam aparelhos de prevenção a incêndio e pânico passa a ser digital

Da Agência Minas

Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) deu mais um passo rumo à simplificação do processo de cadastramento de profissionais e empresas que realizam atividades de comercialização, instalação, conservação e manutenção de aparelhos de prevenção a incêndio e pânico. O sistema informatizado foi disponibilizado nesta quarta-feira, 1º, para facilitar a vida dos profissionais, além de contribuir com o momento de isolamento social.

A legislação estadual exige que pessoas físicas ou jurídicas que realizam essas atividades se cadastrem junto ao Corpo de Bombeiros. Até então, era preciso encaminhar toda a documentação de forma impressa, via Correios, ou comparecer ao Centro de Atividades Técnicas do CBMMG, na Cidade Administrativa em Belo Horizonte. Esse processo era trabalhoso, gerava custos e demandava muito tempo.

Com o novo sistema informatizado, o cidadão agora pode solicitar seu cadastramento de qualquer lugar via internet. Além disso, o modelo possui integrações com sistemas de outros órgãos, inclusive com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea/MG) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). 

Dessa maneira, a validação das informações é feita de forma automática pelo sistema, simplificando a análise. Para os profissionais vinculados ao Crea/MG e ao CAU, o processo é totalmente automático.

Tarefas que antes tinham que ser feitas por militares dedicados a esta função - como verificar pagamento de taxas, analisar informações, proceder lançamento de profissionais e empresas cadastrados no site - agora são todas feitas automaticamente pelo sistema. Também pela ferramenta, o requerente pode acompanhar a tramitação do seu processo em tempo real, alterar, renovar e imprimir o certificado de cadastramento quando e onde quiser.

Comentários
×