Buracos e falta de calçada causam transtornos a moradores do Realengo

 

Anna Lúcia Silva

Transitar pelas ruas que dão acesso ao bairro Realengo em Divinópolis está cada vez mais difícil, segundo moradores. Isso porque em alguns trechos não há calçadas para passagem dos pedestres e os buracos nas ruas estão impedindo a circulação segura dos veículos.

Quem passa pela avenida Amazonas, que liga o bairro Belvedere ao Realengo, não tem outra opção senão passar no meio da rua. No local, falta calçada e às margens da via há, ainda, um matagal. O problema maior é que todos os carros que passam por ali precisam tentar desviar dos buracos e, para isso, fazem manobras de risco.

— Os motoristas se assustam com as crateras e jogam os carros em qualquer lugar para tentar desviar dos buracos. Se a gente está passando na hora é perigoso. Eu mesma quase fui atropelada porque um motorista tentou desviar vindo bem para cima de mim. Está crítica a situação. Já passou da hora de resolverem isso. Se taparem os buracos já é um transtorno a menos — disse Joyce Leal, moradora da região.

Além dos riscos aos pedestres, há riscos para os motoristas. Basta ficar por alguns minutos no trecho para ver que os carros que passam pela região entram na contramão para desviar dos buracos. Quando não é possível desviar, os veículos acabam caindo nas crateras.

— É um absurdo ver uma cidade tão cheia de buracos como Divinópolis. Chega a ser um vexame encontrar tantos buracos em apenas uma rua. Várias vezes já caí em buracos nesta rua. Fico imaginando quem não conhece o trecho e passa numa velocidade normal. Com certeza, os danos ao veículo são enormes. Mas, o prefeito não vê isso porque não anda por nossa região — declarou o vendedor Alissom Borges.

Crateras

Os buracos na avenida Amazonas passam de 60 centímetros de largura. Com aberturas deste tamanho, os incidentes acabam sendo frequentes. A moradora Rosangela da Costa já perdeu um pneu do carro ao passar pela rua à noite e não visualizar o buraco na lateral da pista.

— Minha vontade é de processar a Prefeitura e fazê-la pagar o meu pneu. É inadmissível ter uma rua desse jeito, onde os carros não passam e as pessoas andam nas ruas. É uma falta de infraestrutura que horroriza a gente — disse.

O outro lado

Em nota, a Prefeitura de Divinópolis informou que a equipe de tapa-buracos realizou manutenção, na última sexta-feira, 15, na avenida 7 de Setembro até a rua Pains, da rua Pernambuco até a Piauí e da rua Antonieta Fonseca da rotatória aeroporto até rua Caubi Notini. A Secretaria Municipal de Operações Urbanas (Semsur) disse que entende a necessidade de urgência na solução das demandas apresentadas e fará o necessário para atender as demandas do Realengo o mais rápido possível.

Comentários
×