Brasil quebra recorde e faz história nos jogos Pan-americanos de Lima

José Carlos de Oliveira

Com 167 medalhas, sendo 55 de ouro, 42 de prata e 70 de bronze (resultado até as 15h29 de ontem, com novas medalhas ainda em disputa) o Time Brasil já fez história nos Jogos Pan-americanos de Lima, no Peru, quebrando o seu próprio recorde de medalhas, que era dos jogos do Brasil em 2007 (com 157 medalhas, sendo 52 ouros) e se garantindo na segunda posição no quadro geral de medalhas, desbancando mexicanos, canadenses e cubanos.

Disparados na frente, os Estados Unidos lideram com 284 medalhas (116 ouros). O México vem em 3º lugar com 135 (36 ouros), o Canadá é o 4º, com 149 medalhas (34 ouros) e Cuba é apenas o 5º colocado, com um total de 98 medalhas, sendo 33 delas de ouro.

Esportes coletivos

Sem o futebol (feminino e masculino) e o basquete masculino, que não tiveram equipes em Lima, coube às meninas do Handebol e do Basquete conseguirem os dois únicos ouros do Brasil em esportes coletivos. Na manhã de ontem, a seleção feminina de vôlei perdeu para a Argentina a briga pelo Bronze e ficou sem medalhas nos jogos do Peru.

Natação

O time que mais deu medalhas ao Brasil foi novamente a natação, que encerrou as disputas no início da madrugada deste domingo, e conquistou um total de 30 medalhas, sendo 11 delas de ouro, no seu melhor resultado em Jogos Pan-americanos.

Medalhas no Judô

Neste domingo, o Judô deu mais três medalhas ao Brasil:  um ouro e dois bronzes. O ouro foi com Mayra Aguiar, que derrotou a cubana Kaliema Antomarchi com um ippon, no Golden Score, na categoria -78kg.

Comentários
×