Boletim epidemiológico aponta aumento de casos suspeitos de coronavírus em Divinópolis

 

Da Redação  

A Prefeitura de Divinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), informou nesta segunda-feira, 18, o boletim atualizado da situação de pandemia do novo coronavírus no município. Os dados mostram um aumento nas notificações, que já somam 1.805; confirmados são 132 casos e descartados 182. A taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) fechou o dia com 45,5% de leitos ocupados. Até o momento, Divinópolis teve dois óbitos decorrentes da doença.

Quanto ao número de internações de pessoas com quadro clínico compatível com o vírus, os boletim disponibilizado pelo Ministério da Saúde através da plataforma “FormSUScap” aponta 16 pessoas tratadas em enfermaria e 12 no Centro de Terapia Intensiva (CTI). O número de pacientes diagnosticados com covid-19 e que já foram recuperados é 99 pessoas. Pessoas atendidas em ambulatório e que se recuperam em casa já somam 1.080.

O índice de infecção é de 55,41 para cada 100 mil habitantes.

Dos confirmados, 71 são mulheres, o que representa 54% e 61 homens; 46%. A faixa etária mais atingida são pessoas de 40 a 59 anos.

Em relação aos suspeitos, 819 pertencem ao sexo masculino e 986 ao sexo feminino. Quanto a faixa etária dos notificados, o boletim demonstra que, 30 tem menos de um ano; 103 tem entre um e quatro anos; 48 tem entre 5 e 9 anos; 107 tem entre 10 e 19 anos; 831 tem entre 20 e 39 anos; 485 tem entre 40 e 59 anos e 201 tem mais de 60 anos.

Segundo Janice Soares, diretora da Vigilância em Saúde, a estratégia de isolamento social é indispensável no combate à covid-19.

— A fácil proliferação do vírus é comprovada. Se não evitarmos contato com outras pessoas, as chances de adoecimento crescem. Apesar dos grupos de riscos serem mais vulneráveis, não impede que a população geral se contamine e continua com a disseminação da doença. Portanto sigam os protocolos de segurança, evitem sair de casa e caso seja necessário, evitem aglomerações e façam uso de máscaras — explicou a Diretora.

A Prefeitura lembra que existem decretos como medida de combate em vigência e que caso alguma cláusula seja desobedecida, o infrator está passível de punição.

 
Comentários
×