Biquíni apresenta variação de 160% em Divinópolis

Pablo Santos

 O biquíni foi o campeão de variação de preços, no mês passado, nas lojas de roupas da cidade. Em contrapartida, o short feminino foi o item com a menor oscilação entre um e outro estabelecimento, de acordo com a pesquisa mensal do Núcleo de Pesquisas do Vestuário (Nupev) do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais do campus de Divinópolis. No geral, a pesquisa confirma que os itens masculinos em sua maioria têm menor diferença de preços.

 O levantamento foi realizado em quatro estabelecimentos neste mês. Foram 12 itens pesquisados neste mês, de acordo com a pesquisa.

O biquíni registrou a maior variação chegando a 160,52% custando um valor médio de R$ 89,95. O menor preço foi cotado a R$ 49,90 e o maior a R$ 130, de acordo com a pesquisa mensal.

 Depois do biquíni, a segunda maior oscilação ficou com a embalagem com três cuecas. O item de algodão variou 139% com valor médio de R$ 30,40. No menor valor chegou a R$ 17,90 e no menor custa R$ 42,90.

 Segundo a pesquisa, o vestido em algodão registrou oscilação de 100% e foi o terceiro item com maior diferença. No menor valor, a peça feminina é cotada a R$ 34,99 e, no maior, chega a R$ 69,99.

 Calça comprida feminina jeans 36/38 também teve forte diferença. O item chegou custar entre R$ 49,90 e R$ 99.

Conforme a pesquisa, a camisa malha teve diferença de 80,85% e o valor é cotado de R$ 19,90 a R$ 35,99.

Menor

A menor variação ficou com o preço do short feminino Jeans que variou 16,69% entre os estabelecimentos pesquisados. A lingerie algodão registrou variação de 46%. A peça custa de R$ 15 a R$ 21,90 nos estabelecimentos pesquisados. Com 50% de oscilação, a bermuda masculina tactel teve oscilação de 50,47% e custa de R$ 29,90 a R$ 44,99. A calça comprida masculina jeans teve oscilação de 52,54% e é contada de R$ 64,90 a R$ 99, apontou a pesquisa do Nupev.

Comentários
×