Base do Guarani disputará Taça BH

 

José Carlos de Oliveira

 O Guarani volta a disputar um torneio nacional de base neste ano. O alvirrubro está entre as 40 equipes que participarão da Taça BH em 2018. A convite da Federação Mineira de Futebol (FMF), o Bugre integra o grupo J, juntamente com Vasco da Gama, Paraná e Bahia.

O Guarani jogará na primeira fase no campo do Sesc Venda, com a estreia no dia 17 de julho. A tabela completa do torneio ainda não foi liberada pela federação.

Torneio nacional 

A Taça BH é considerada a mais importante competição Sub-17 do país e em 2018 reunirá as principais equipes do Brasil. Serão 18 times que integram a Série A do Campeonato Brasileiro, além de nove equipes que estão na Série B.

Forma de disputa 

Divididas em dez grupos, as equipes se enfrentam dentro de seus respectivos grupos e apenas as primeiras colocadas de cada chave garantem classificação para as oitavas de final, juntando-se às seis melhores segundas colocadas no geral.

Adversários

 Convidado pela FMF, o juvenil do Guarani está no grupo J, juntamente com mais três equipes, todas da primeira divisão do futebol brasileiro, Vasco da Gama-RJ, Paraná e Bahia.

 Local de disputa 

A chave do Guarani será sediada no Sesc Venda Nova, que foi casa da Bélgica durante a Copa do Mundo do Brasil em 2014 e recebeu a Seleção Brasileira para treinamentos durante a Copa e também para a Copa das Confederações 2013.

O Sesc Venda Nova também recebeu delegações durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. A estreia do Bugre será no dia 17 julho, às 9h, contra o Vasco da Gama.

— Participar de uma competição como a Taça BH, entrando no seleto grupo de convidados, é uma grande satisfação e mostra o tamanho e a representatividade do Guarani no cenário do futebol mineiro. Esperamos fazer uma boa participação e proporcionar aos nossos atletas uma chance de competirem em nível elevadíssimo, além de terem a oportunidade de ser vistos por observadores esportivos de clubes de todo o mundo, que sempre enviam representantes para acompanhar a competição — comenta o presidente do Guarani, Vinicius Morais.

 

 

 

Comentários
×