Banda Esfera do Ser lança mais novo trabalho

Da Redação

Durante a quarentena, muitas famílias estão isoladas e é confirmado pelo Ministério da Mulher que o número de violência doméstica cresceu aproximadamente 40%. Nesse cenário, sabe-se da importância de falar sobre o tema também por meio da linguagem da arte, que toca, emociona e sensibiliza, além de ser uma ferramenta com o poder de ensinar, protestar e ajudar.

Objetivo

E esse é o objetivo da banda Esfera do Ser, que é levar, por meio da arte, uma mensagem de apoio e luta às mulheres que estão sofrendo em meio à pandemia, incentivando-as a lutar pelos seus direitos e o empoderamento feminino.

— Assim, utilizamos a música “Camilah de Maquiagem” (clipe) para levantar debates em rodas de conversas,  através de plataformas digitais, com mulheres que já sofreram ou sofrem violência doméstica, bem como mulheres que lutam contra a violência através de ONGs, espaços públicos, ativistas dentre outras. A primeira versão da letra foi criado em 2017 como um presente de aniversário para uma amiga que estava sofrendo uma relação abusiva, mas somente em fevereiro de 2021 resultou na criação da música  — conta o compositor, Ailton Costa.

— O trabalho, que foi gravado e mixado no estúdio Miolo Mole, com o parceiro e  produtor Ruan Mattos, foi pensado em uma história real que representa grande parte de mulheres da sociedade, e o clipe tem a proposta de contar com as mãos sobre violência doméstica, pois assim minimiza o impacto, de uma forma minimalista — definiu Tatiana Fonseca, que filmou e produziu o clipe.

A produção está disponível neste link.

Premiação

Contemplados pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo(Secult) no edital 19/2020 que se refere à “Seleção de propostas de música para a gravação ou finalização de single ou álbum”  a banda Esfera do Ser ficou em 1º lugar com o single “Camilah de Maquiagem”.

Libras

A preocupação do Esfera do Ser também é inclusiva, tendo como parceria a empresa “Quintano Libras”, do Thiago Quintano, instrutor e intérprete de Libras, que vai traduzir e interpretar a música “Camilah de Maquiagem”, dando acesso a todos.

Ailton Costa

Nascido em São Paulo, e residente em Divinópolis há 25 anos, iniciou a sua vida artística aos 16 anos de idade na ‘‘Cia. de Teatro Cláudio Ramos’’ como ator, iluminador e contrarregra. O destaque cultural veio com a “Cia. de Teatro Os Teatráveis”, maior companhia de teatro do Centro-Oeste mineiro, na qual foi cofundador e idealizador de projetos de destaque como “Toda Terça Gravatá”, o segundo maior projeto de teatro de Minas Gerais.

Foi fundador também da produtora cultural “Top Kemp Produções Culturais”, cofundador da Tumate Cru de comédia e fundador da banda de rock “Esfera do Ser”. No audiovisual, produziu três curta-metragens: "Homem da Janela" (Drama); "Linda", (que participou do Festival de Curtas Ambientais, promovido pela In Cawsa); "Todos Iguais" (selecionado para o 3º Festival de Cinema de Jaraguá). Teco e Teodoro ( série em produção).

Com a banda Esfera do Ser produziu nove clipes musicais e um álbum musical chamado “Xícaras”.

Comentários
×