Baixa oferta faz subir preço de hortaliças, frutas ficam mais baratas

 

Jorge Guimarães

O comportamento dos preços de frutas e hortaliças sofreu uma inversão em outubro, conforme análise do 11º Boletim Hortigranjeiro da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta terça-feira (21). Ao contrário do mês anterior, as hortaliças estão agora com preços mais elevados nas principais centrais de abastecimento do país, com destaque para batata e cenoura.

A batata, que registrou a maior queda nas cotações de setembro, apresentou aumento acima de 90% em outubro nos estados como Goiás e Paraná. Para os dois produtos, a explicação de alta foi a diminuição na oferta da safra de inverno.

Preços

O consumidor divinopolitano tem que aproveitar a maré, e realizar muita pesquisa antes de efetuar sua compra,  pois este aumento ainda não foi registrado em alguns pontos de vendas da cidade. Em uma rede de lojas de supermercados, na data de ontem, a cebola branca, cenoura vermelha, beterraba ou abóbora hibrida inteira eram comercializadas a R$ 1,39. Já a banana prata, batata doce roxa, berinjela ou melão amarelo inteiro saia por R$ 1,79. A batata estava a R$ 1,99 e o tomate era vendido ao preço de R$ 3,29.

Já em um sacolão, o tradicional “sacolão” do dia – a – dia, o preço que antes girava até R$ 1,99 foi para R$ 2,49. E no final de semana, preço bom mesmo do “sacolão” é R$ 1,69, a partir das 12h, no sábado.   

- Venho sempre aqui, mas agora vou pesquisar em mais lugares para ver se consigo um bom preço – disse a dina de casa Adriana Caldas.

 Frutas

Apesar do aumento verificado no levantamento anterior, as frutas deram uma equilibrada para os consumidores nos preços em outubro e ficaram mais baratas na maioria das Ceasas analisadas. O mamão, que tinha sido o grande vilão de setembro, voltou a patamares menores, e caiu 23% em Minas Gerais.

 A banana também ficou mais barata nos mercados atacadistas, após os meses de agosto e setembro terem sido de cotações estáveis. Isso porque a oferta do produto aumentou na maioria das Ceasas, principalmente do tipo prata. Na Ceasa Minas, a fruta ficou 17% mais barata.

Frutas natalinas 

Outra boa notícia é que o preço de algumas frutas natalinas já começou a cair, em todos centros de distribuições, com destaque para o pêssego, 54% mais barato, além da ameixa (20%) e damasco (3%).

 

 

Comentários
×