Baixa escolaridade marca o perfil dos eleitores divinopolitanos

48% não têm segundo grau completo; apenas 13,6% possui curso superior

Da Redação 

Maioria mulheres e baixa escolaridade marcam o perfil do eleitorado de Divinópolis em 2020. De acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a cidade tem 164.433 eleitores aptos a votar, sendo 53% mulheres, e 48% dos votantes não têm sequer o segundo grau completo. 

O órgão aponta ainda que apenas 13,6% ‒ ou seja, 22.507 eleitores ‒ têm superior completo. O levantamento também mostrou que as mulheres superam os homens entre os eleitores com ensino superior: são 8.947 do sexo masculino e 13.560 do feminino. Os dados revelaram ainda que 1% do eleitorado é analfabeto, 3% apenas leem e escrevem e 24% têm o ensino fundamental incompleto. 

Superam 

Os dados do TRE mostram também que, em contraste ao maior nível de escolaridade entre as mulheres, estas também superam os homens entre os eleitores analfabetos, pois, deste 1% que é analfabeto, 1.432 são mulheres e 898 são homens. Já dos 5.692 eleitores que apenas leem e escrevem, 3.134 são do sexo feminino e 2.558 são do masculino. O quadro apontou ainda que 20.398 mulheres e 19.555 homens têm ensino fundamental incompleto. Por outro lado, apenas 7% do eleitorado divinopolitano têm ensino fundamental completo, sendo 6.028 mulheres e 6.756 homens. 

Elas também 

Ainda de acordo com os dados do Tribunal Regional, somente 28% do eleitorado têm ensino médio completo, totalizando 47.606 eleitores: 26.101 do sexo feminino e 21.505 do masculino. Já os eleitores com ensino médio incompleto representam 13% dos votantes da cidade. Conforme as informações, eles são 22.290, sendo 10.708 mulheres e 11.582 homens. Os dados mostram ainda que 11.270 eleitores têm superior incompleto ‒ 5.965 do sexo feminino e 5.305 do masculino. 

Comentários
×