Bairro Grajaú foi esquecido pelas autoridades, diz pastor

 

Da Redação

Localizado a cerca de seis quilômetros do Centro de Divinópolis, o bairro Grajaú está em situação precária e é alvo de reclamações de moradores da região.

— O Grajaú está abandonado. Não tem saneamento básico, as ruas estão em péssimas condições, o esgoto corre a céu aberto e tem muitas crianças em situação de vulnerabilidade. E o Grajaú é um bairro que não está tão longe do Centro — disse o pastor Tiago de Oliveira Paz, que mora em um bairro próximo, Candidés, e desenvolve trabalho social no Grajaú.

O pastor Wilson Botelho, que esteve no bairro no último sábado, 31, para entregar chocolates e comemorar a Páscoa com as crianças, gravou um vídeo e afirmou que o Grajaú foi esquecido pelas autoridades.

— O bairro precisa de saneamento básico e de creche. Ele foi esquecido pela sociedade, principalmente pelas autoridades de Divinópolis. Queremos uma cidade que invista na educação, na alimentação das crianças e especialmente na estrutura básica do Grajaú. As ruas são intransitáveis, o povo vive na miséria, é uma calamidade — disse Wilson.

Estrutura

De acordo com Tiago, que vai ao Grajaú várias vezes durante a semana, as vias do bairro não têm calçamento e, em período de chuvas, a situação fica ainda pior.

— A água da chuva se junta com a água do esgoto e as ruas ficam cheias de buracos. Não é possível transitar — contou.

Ainda segundo Tiago, muitas crianças moram no bairro, que não tem estrutura para atendê-las.

— Não há posto de saúde ou creche. É um grande descaso com o povo. O Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) que atende ao bairro fica no Candidés, pois o Grajaú não tem — afirmou.

Prefeitura

O Agora entrou em contato com a Prefeitura de Divinópolis para saber se há a previsão de obras de saneamento, educação e saúde no bairro Grajaú.

— A Prefeitura de Divinópolis quer ouvir as demandas da população. A Associação de Moradores do bairro Grajaú deve procurar a Diretoria de Relações Institucionais e Comunitárias para apresentar as demandas e solicitações dos moradores ao Executivo — informou a Prefeitura por meio de nota.

 

Comentários
×