Aumento em conta de luz da Cemig será de 23,19%, estabelece Aneel

Da Redação

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 22, a Revisão Tarifária Periódica da Cemig, que entrará em vigor a partir do próximo dia 28. A concessionária atende 8,3 milhões de unidades consumidoras em 774 municípios de Minas Gerais. Veja aos percentuais definidos para cada grupo de consumo: 

 

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

De acordo com a Aneel, a revisão tarifária periódica reposiciona as tarifas cobradas dos consumidores após analisar os custos eficientes e os investimentos prudentes para a prestação dos serviços de distribuição de energia elétrica, em intervalo médio de quatro anos. No caso da Cemig as revisões ocorrem a cada 5 anos. A revisão tarifária da concessionária mineira ficou em audiência pública entre 7 de março a 21 de abril. Houve sessão presencial para discutir o processo tarifário na capital Belo Horizonte no dia 28 de maio de 2018.

Comentários
×