Auditores fiscais param atividades

 

Da Redação

Auditores Fiscais em todo país, aderiram maciçamente ontem, à mobilização e tomaram parte das atividades relacionadas ao Dia Nacional de Alerta. A data foi marcada por paralisações  e manutenção apenas do quantitativo mínimo exigido por lei nas diversas atividades exercidas pela classe.

A mobilização, segundo o Sindicato Nacional dos Auditores fiscais (Sindifisco) é uma resposta ao Governo Federal que não honrou o estabelecido no acordo firmado com os auditores fiscais no ano passado. Mesmo após nove meses de editada a medida provisória que garantia o acordo, o Executivo, de forma injustificável, de acordo com os profissionais, ainda não regulamentou o bônus de eficiência, previsto na Lei 13.464/17.

Permanente

A mobilização, segunda entidade, é um forte sinal ao Governo Federal de que a suspensão dos trabalhos pode se tornar permanente a partir do dia 1º de novembro.

A categoria reitera que, caso o governo continue prolongando a regulamentação do bônus, a situação certamente abrirá caminho para a fragilização e o aparelhamento da Receita Federal. Assim, ressalta, que não restará outra alternativa se não uma resposta enérgica dos auditores, que se disporão a adotar as medidas mais drásticas em defesa do cargo e da Instituição que representam.

 

Comentários
×