Audiência pública discute renovação do contrato de concessão da FCA em Divinópolis

 

Da Redação

O secretário de Obras Públicas e Planejamento de Divinópolis, Will Bueno, participou de uma audiência pública que discutiu a renovação do contrato de concessão da empresa FCA (Ferrovia Centro Atlântica S/A), na manhã desta quarta-feira, 4.

A reunião, realizada em formato on-line, foi comandada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O encontro garantiu que a renovação será permitida. 

Entretanto, segundo a Prefeitura, será necessário que a concessionária atuante faça investimentos na malha ferroviária e, também, resolva os diversos problemas causados pela ferrovia.

— De início, o maior desafio é apresentar os relatórios técnicos com as principais adversidades causadas por essa linha férrea. Será preciso realizar um levantamento dessas questões para que, assim, a cidade consiga grandes investimentos nesse projeto. É importante ressaltar que Divinópolis, dentre todos os municípios da região, destaca-se pelo seu influente polo econômico. Além disso, a cidade possui uma oficina de trens e, dessa maneira, necessita de uma maior relevância para lidar com essas qualificações — informou a Prefeitura. 

Por fim, após a apresentação do relatório do projeto, o próximo passo será discutir, presencialmente, todas essas demandas junto à ANTT e ao Ministério da Infraestrutura.

Acid

A presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid), Alexandra Galvão, também participou da audiência pública.

— Por todo histórico da ferrovia em Divinópolis e pela contribuição da VLI no desenvolvimento econômico, social e cultural do município, em seu pronunciamento, Alexandra foi enfática em dizer que apoia a renovação da concessão da Ferrovia Centro-Atlântica e que, pela solicitação da Acid, seja dada ênfase para investimentos na redução de conflitos urbanos. Faltando apenas cinco anos para o vencimento do atual contrato, com a antecipação da renovação da concessão da Ferrovia Centro-Atlântica, controlada pela VLI, haverá segurança para novos investimentos, com maior prazo para amortização, possibilitando o crescimento e aprimoramento do trecho concessionado — informou a Acid.

 

Comentários
×