Atlético perde de virada para o Bahia e não recupera a liderança do Brasileirão

Galo foi irreconhecível no segundo tempo e acabou superado por 3x1.

Bruno Davi Bueno

O Atlético sofreu a quinta derrota no Campeonato Brasileiro. Jogando na Arena Pituaçu, em Salvador, na última segunda, 19, o Galo perdeu por 3x1 diante do Bahia e não conseguiu recuperar a liderança da competição. Savarino marcou para o clube mineiro, enquanto Daniel e Gilberto, duas vezes, anotaram para o clube nordestino.

Primeiro tempo de campeão

O Galo começou a partida com o estilo característico da equipe que estava, até então, liderando a competição. Apesar de contar com a pressão de ter caído para a 3º colocação com os resultados das partidas de domingo, o Atlético partiu pra cima do Bahia logo nos primeiros minutos de jogo, criando diversas chances e sufocando o time de Salvador. O trio de ataque, comandado por Savarino, Sasha e Keno, eram os que mais tiravam o sossego da defesa baiana.

Aos 20 minutos da primeira etapa, o Atlético abriu o marcador com a participação dos zagueiros da equipe. Alonso, o primeiro beque, cruzou na área e, após primeiro desvio, viu Réver servir Savarino que finalizou cruzado e deu números iniciais ao encontro. Pressão que começou com os homens de trás e surtiu efeito: Galo 1x0.

A equipe teve chances de ampliar o marcador, mas não conseguiu algo além do que o primeiro gol. O Bahia, sem reação, comemorou o final de uma primeira etapa que não viu a cor da bola

Segundo tempo irreconhecível

O Atlético aparentou ter ficado no vestiário na segunda etapa. Com a saída de Réver, que deu lugar a Igor Rabello, a equipe perdeu sua principal saída de bola e ficou presa no meio de campo, tendo, assim, dificuldades de adentrar a área ofensiva do Bahia. Todavia, o clube baiano voltou com mudanças que surtiram efeito imediato. Daniel, Gilberto e Marco Antônio tomaram o jogo para si e mudaram a história do confronto.

Apesar disso, o Galo conseguiu chegar algumas vezes ao ataque, porém não obtinha sucesso. Savarino, autor do primeiro gol, recebeu livre e ficou cara a cara com o goleiro do Bahia, mas mandou pra fora. Logo depois, aos 23, aquele velho ditado do “quem não faz, leva” apareceu em Salvador. Gilberto mandou uma bomba de muito longe em cobrança de falta, Éverson bateu-roupa e a bola sobrou para Gregore ajeitar de cabeça, servindo Daniel que empurrou para as redes. Era o empate do Bahia.

A partir daí foi pressão total do clube nordestino. Marco Antônio teve a chance de desempatar logo após, mas parou em Éverson. A virada chegaria aos 34 e teria um vilão em destaque. Guga, lateral-esquerdo do Galo recuou mal para a zaga e viu Gilberto se antecipar do goleiro atleticano e ficar com o gol livre para marcar. Com toque de piedade, o atacante ainda deslocou Igor Rabello para empurrar para o gol vazio. Virada do Bahia em um erro crucial do defensor do Galo.

Desesperado pelo empate, o Atlético se lançou para o ataque, gerando espaços para o Bahia. Alonso chegou a ponto de marcar, mas parou no goleiro Douglas Grolli. Totalmente desarrumado na defesa, o Galo viu em Gilberto seu último suspiro antes da derrota. Aos 43 minutos, o atacante recebeu passe em profundidade e, frente a frente com o goleiro Éverson, finalizou com confiança e decretou números finais ao jogo. Bahia 3x1 Atlético.

Uma derrota que custou caro

O revés, de virada, com certeza deixou muito desapontado os torcedores, dirigentes e jogadores do Atlético. O resultado fez com que o Galo não recuperasse a liderança que perdeu ontem, 18, com as vitórias de Internacional e Flamengo, que agora tem 34 pontos. O clube mineiro tem 31, e está em 3º na tabela.

É importante ressaltar que, apesar de atrás na tabela, o Atlético ainda pode recuperar a primeira colocação, já que possui um jogo atrasado da 6º rodada com o Atlético-PR, em data ainda indefinida.

Retorno ao Mineirão

O Atlético, que não vence a 2 jogos, tentará se recuperar já na próxima rodada visando, ao menos, se aproximar dos líderes, Flamengo e Inter, que se enfrentarão no domingo, em Porto Alegre.

O Galo buscara a vitória diante do Sport Recife no próximo sábado, 24, às 21h. O jogo está marcado para o Gigante da Pampulha, onde o Galo possui mais de 90% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro.

Comentários
×